Toda vez que eu volto de viagem penso a mesma coisa: porque diabos eu não vim de carro e parei no estacionamento? É sempre aquele estresse de pegar taxi, chamar uber, correr para o embarque, carregar malas e sacolas para cima e para baixo… uma função chata e totalmente desnecessária, né!?

Aqui no Rio isso só não é pior porque o Galeão, o aeroporto internacional, não fica tão longe da cidade. Fico imaginando como fazer em São Paulo, já que Guarulhos é super afastado do “centro urbano”. Lá, não tem jeito, tem que ser de carro ou pagar uma grana para ir de taxi/uber. Ai vocês vão me dizer: “Ah Nathalia, mas estacionar o carro no aeroporto custa uma fortuna”. Sim e não. Vamos melhorar essa frase… parar o carro no aeroporto PODE custar ou não uma fortuna, depende de onde você estacionar.

Conheci recentemente o Ultrapark o estacionamento mais próximo do Aeroporto de Guarulhos. Eles cobram 65% a menos que o estacionamento que fica dentro do aeroporto e oferecem transporte 24hs para quem estacionar o carro lá. Prático né?

Além disso, você mesmo pode estacionar o seu carro e ter certeza de que ele está seguro pois a chave fica com você. Outra coisa bacana é que eles tem um sistema de segurança super forte que funciona dia e noite, além de câmeras com infravermelho que monitoram toda a movimentação do estacionamento.

Conversei com eles e o que eles me disseram foi que a ideia é ser um estacionamento diferenciado, com foco no cliente. E foi bem isso que eu percebi pelos serviços que eles oferecem. E não pensem que os serviços são só esses que eu citei… além de tudo isso, eles ainda tem um vestiário para o cliente tomar um banho, um lounge com café expresso e wifi, loja de conveniência e até transporte em carro blindado. Mas depois de tudo isso sabe o que eu achei mais legal? Depois de 7 noites com o carro parado por lá você ganha uma lavagem de cortesia no seu carro. Adoro esses mimos!

Quem quiser ir para Guarulhos e estacionar o carro por lá, já sabe… O Ultrapark fica ali pertinho e além de ser bem mais barato (as diárias começam em R$15,90!) é super mais fácil e prático do que ficar na função taxi/uber. #ficaadica para os viajantes de SP.

Ah! Tomara que eles resolvam abrir uma filial aqui no Rio para facilitar a minha vida e economizar a minha grana! hahahah.

Ultrapark Estacionamento Aeroporto Guarulhos
Rua Rio Vermelho, 32 – Vila Barros – Guarulhos / SP
(11) 2937-3817 | (11) 3456-5253 | (11) 2088-1333
contato@ultraparkgru.com.br
http://www.ultraparkgru.com.br/

31
mar 2016

Eataly em SP

IMG_4365Essa semana passei alguns dias em São Paulo e aproveitei a oportunidade para conhecer o tão falado Eataly que abriu por lá. Estava doida para conhecer desde que soube que abriria no Brasil, então não perdi tempo e corri lá para conhecer e almoçar, claro.

O lugar era exatamente como eu imaginava. Um mercadão mais chique, com várias opções de restaurantes, “lojinhas” e claro, muita coisa deliciosa para comer e para comprar. Fui na hora do almoço pois achei que estaria um pouco mais vazio, mas o lugar lota também nesse horário por conta da localização privilegiada perto de vários prédios comerciais.

IMG_4359 IMG_4362 IMG_4364O lugar foi feito para enlouquecer qualquer amante de comida. São três grandes andares de restaurantes, mercados, bares e lojinhas de tudo que se possa imaginar relacionado a comida italiana. Diferente do mercado em NY, no Nataly daqui a chance de você se perder é menor e a estrutura é muito bem feita para que o visitante ande por tudo, sem deixar escapar absolutamente nada.

São ao todo nove restaurantes que servem massas, pizzas, peixes, charcuterie, sanduíches, frituras… Os dos dois primeiros andares são mais despojados e suas mesas formam uma espécie de praça de alimentação chique. O que fica no último andar, é o Braces, especializado em grelhados, e é mais restaurantão mesmo.  Dizem que a bisteca fiorentina dele é maravilhosa, mas não foi dessa vez que eu experimentei.

IMG_4360 IMG_4361 IMG_4370Optei por almoçar no restaurante de massas e escolhi o rigatone com almôndegas com molho de tomate e manjericão. Estava divino. De lamber os beiços. No geral achei os preços dos pratos bem razoáveis.

O que achei que vale a pena por lá foram os queijos e embutidos, que apesar de caros, tem uma variedade quase infinita para agradar todos os paladares; as massas frescas, que são realmente super frescas e feita na hora para quem esta encomendando o produto; os produtos legitimamente italianos como molhos de tomate, azeites e etc.

IMG_4381 IMG_4378O que achei que não vale a pena foram os utensílios domésticos, que apesar de serem lindíssimos são muito caros; os produtos de hortifruti também não valem muito pois são iguais e mais caros do que os vendidos em supermercados normais.

No geral achei que o Eataly vale muito a visita. Seja para um almoço/jantar, seja para um lanche ou para um passeio. Se o seu objetivo é fazer compras de comidinhas diferenciadas, você também vai ao lugar certo (sabendo que vai gastar uma grana por lá!). Eu adorei ter conhecido e certamente voltarei outras vezes!

IMG_4374Ah! Descobri pelo site deles que eles oferecem diversos cursos de culinárias de diversos assuntos. Parece ser super interessante. Alem dos cursos, ele oferecem degustações e oficinas infantis também. No site tem todos os detalhes.

Eataly
Av. Juscelino Kubitschek, 1489 (entre Faria Lima e Marginal Pinheiros).
(11) 3279-3300
http://www.eataly.com.br

Programa de turista. Quem nunca fez um que atire a primeira pedra. Eu não posso negar: a-do-ro! E esse tinha um gostinho ainda mais especial pra mim: minha paixão por mortadela. Sim, sou pobre e amo um pão com mortadela (se tiver requeijão então eu piro! hahahaha). Esse final de semana, finalmente, fui conhecer o tão famoso Mercado Municipal Paulistano. Sabia que a atração principal de lá era o tal sanduiche de mortadela e os pastéis. Então eu fui com foco nisso e não pensava em outra coisa.

Dei uma andadinha pra lá, outra pra cá, mas meu foco era definitivamente o lanche. Depois de conversar com algumas pessoas que já tinham ido, fui na barraca de pastel mais recomendado do lá, o Hocca. Escolhi um de carne e o namo um de camarão. Eles estavam divinos e eram imensos. Cada pastel tem quase a altura de duas latinhas de refrigerante gente! Os preço são honestos e começam em R$5, podendo chegar até R$15 (o de bacalhau).

Andamos mais um pouco, vimos frutas exóticas (uma delas tem gosto de leite condensado!), queijos, vinhos, massas, bacalhau pra todos os lados, algumas cervejas importadas… até que resolvemos conhecer o andar de cima do Mercadão para sentar e comer o tão esperado sanduíche de mortadela. Lá em cima estava bem cheio. Muita gente, mesas lotadas e um cheiro de comida boa que deixava qualquer um com muita água na boca e uma vontade ainda maior de sentar para comer. Consegui uma mesa no Mortadela Brasil e me joguei no sanduba. Dessa vez rachei com o namo porque era coisa demais pra mim. E que delicia hein! Para os sanduíches, os preços começam em R$10 e vão aumentando de acordo com o que você quer que tenha dentro do seu pão.

O lugar é uma ótima opção pra quem quer comprar temperos, queijos ou ainda pra quem está andando pela 25 de março e resolver almoçar por alí mesmo. O Mercadão tem vários bares/restarantes no andar de cima, que oferecem lanches (como os famosos sandíches) e refeições completas como pratos tipicamente brasileiros e chinese food. Os mais famosos são: Bar do Mané, Hocco e Mortadela Brasil. Quem for de carro pode ficar despreocupado, lá tem estacionamento e nas redondezas também.

Mercado Municipal Paulistano
Rua da Cantareira, 306 – próximo à Rua 25 de Março e ao Parque Dom Pedro II
www.mercadomunicipal.com.br