24
ago 2016

Rio 2016: Eu fui!

IMG_6045Esse é mais um daqueles posts recordação… post para eu rever na posteridade e me lembrar do quanto esses dias foram alegres. Contei sobre a minha ida para a abertura das Olimpíadas, contei sobre as Casas dos países que eu visitei, mas não podia deixar de falar do resto. Afinal, foram 18 dias incríveis que não podem ser esquecidos ou apenas ficar na minha memória. Quem não pode viver isso pessoalmente, pode ver através das fotos e ler pelo meu texto tudo que eu senti nesses dias.

Assumo que no início não estava muito empolgada. Até comprei um joguinho de volei e a abertura, mais pra dizer que eu tinha ido do que por qualquer outro motivo. Mas parece que o jogo virou, não é mesmo?! No dia da abertura fui completamente contaminada pelo clima olímpico.

IMG_5978Sabe uma coisa de energia boa? Então… multiplica por mil! O povo cantando, totalmente feliz por aquilo estar acontecendo, a cidade tomada de turistas, revitalizada em pontos que nós cariocas nunca poderíamos imaginar, com metrô chegando na barra, várias festas, bares lotados (além do normal), alegria nas ruas. Era exatamente isso que tinha por todos os lados na rua: alegria. Isso contagia!

Bastou eu acordar no dia seguinte da abertura que já estava a louca dos ingressos comprando e vendendo até conseguir tudo que eu queria. Consegui bastante coisa: vôlei de praia, natação, remo, basquete e vôlei de quadra. Isso significa que consegui ir a vários pontos e arenas espalhados pela cidade. Outra coisa que eu queria, conhecer esse lugares e ver se a cidade realmente conseguiu segurar a onda de ter uma Olimpíada. Mais um ponto para o Rio. Tudo funcionando perfeitamente bem. Pelo menos a minha experiência, em todos os dias de jogos, foi ótima.

Outro ponto pro Rio foi o Parque Olímpico. Ficou muito legal!!! O espaço é imenso com várias arenas para diversos esportes diferentes e incrível até para quem não é amante dos esportes como eu. Além de tudo isso, você ainda tem um espaço para assistir aos jogos que estão acontecendo em dois telões, um espaço que é  meio que uma boate e claro, vários lugares para comer e beber, além de alguns foodtrucks.

O Boulevard Olímpico, no centro do Rio, é um dos lugares que matam o carioca de orgulho. Sabe aquele local que ninguém passava perto e todo mundo moria de medo de ir, então, hoje é um dos pontos mais visitados da cidade. Por lá, já tínhamos o Museu do Amanhã e o MAR, mas agora temos um lugar super visitado pelos turistas (e pelos cariocas também), um espaço de artes, uma nova passagem e consequentemente um calçadão lindo entre a Praça XV e a Praça Mauá (fechada por anos e anos por ser um espaço da Marinha) e claro, a pira olímpica na entrada de uma das principais avenidas da cidade. Uma salva de palma pra Prefeitura que conseguiu dar um jeito nesse espaço.

IMG_6025Mas agora que eu já falei disso, quero falar dos jogos… gente, tinha que ter Olimpíada no Rio todo ano. Sério! O povo brasileiro é demais e tá completamente envolvido no clima da cidade e no clima das Olimpíadas.

Assisti a natação mais histórica de todas, a que Michael Phelps ganhou empatado com outros dois nadadores a medalha de prata. Sério, incrível né? hahahaha Eu vi, ao vivo, o maior medalhista da história da natação empatar com outras duas pessoas no segundo lugar. Demais!

IMG_5997 IMG_6007Assisti ao vôlei de praia e amei a vibração. A torcida é tão animada e tão diferente de tudo que eu já tinha visto. Rola uma animação constante. Uma música, um DJ, um puxador de gritos e olas… é muito engraçado! Taí um esporte que vale a pena. Pra completar vi uma dupla masculina ganhar o jogo… ou seja, foi suuuuper legal.

IMG_6052O basquete antes mesmo de começar já estava tenso. Era um jogo contra a Argentina e muita gente estava falando que seria um jogo violento, que ia dar briga, que era pra tomar cuidado… pra me deixar ainda mais tensa, foi o jogo que consegui comprar para levar minha mãe e minha sogra para conhecerem o Parque Olímpico. Ou seja, tensão nível máximo. Não podia dar briga, e obviamente não deu. Ficou um clima tenso, mas não deu em nada. Muita gente vaiando, hinos e musiquinhas sendo cantadas e ficou por isso mesmo. Como deve ser. Infelizmente o Brasil perdeu esse jogo, mas não foi eliminado (só vai ter que jogar contra os EUA, um dos times mais fortes no basquete!).

Por último, para encerrar a minha maratona olímpica, fui assistir as quartas de final do vôlei masculino de quadra entre Brasil e Argentina. O clima é contagiante. As pessoas cantam músicas, hinos, vibram e torcem com o coração. Pra melhorar, o Brasil ganhou o jogo e foi para as semifinais! Uhuuuullll!

Terminei os meus dias olímpicos assistindo as Olimpíadas bem de longe. Aproveitei os feriados decretados na cidade para curtir uns dias de folga e conhecer os Lençóis Maranhenses. Afinal, depois dessa maratona eu precisava mesmo de umas férias! hahahaha Mas olha, posso falar? Foi incrível ter feito parte disso. Sabe-se lá quando será a próxima Olimpíada que eu vou participar, sabe-se lá quando será a próxima Olimpíada no Brasil… valeu a pena.

Parabéns meu Rio, você deu super conta do recado!

Não sei se todas as cidades são assim, mas aqui no Rio alguns lugares fizeram fama por serem o “point oficial” daquela fome da madrugada, sabem?! Daquela larica pós night ou daquela fome descontrolada em uma madrugada de insônia.

Acho que o Leblon é o bairro campeão no assunto madrugada de fome, mas outros bairros também contam com grandes nomes nesse quesito. Selecionei alguns dos meus lugares preferidos e dos mais famosos para vocês visitarem quando estiverem por aqui:

Cervantes: esse é sem dúvidas o mais tradicional de todos. A casa em Copacabana fica lotada a qualquer hora do dia ou da noite. O famoso sanduiche de pernil com abacaxi é o mais pedido, o mais famoso e dizem ser o mais gostoso. Não é o meu preferido não, mas é uma delicia mesmo. | Endereço: Av. Prado Júnior, 335 – Loja B – Copacabana.

BB Lanches: Esse é o meu preferido pós night. Você come magro, come gordo, come saudável, come gordurento… come o que quiser. Lá é bom por isso. Tem pra todos os gostos. Meu combo preferido é o pastel de carne com guaraná natural. Uma bomba super perfeita e adequada para o pós night. | Endereço: R. Aristídes Espínola, 64 A – Leblon.

Pizzaria Guanabara: Outro nome muito famoso quando o assunto é a larica da madrugada. É lá que os famosos são flagrados, é lá que tem a pior pizza do Rio (que você começa a achar a melhor de todas quando chega bêbado e esfomeado) e lá que você vai encontrar todo mundo depois das 3h da manhã. | Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 1228 – Leblon.

Jobi: Mais um integrante do quadrilátero noturno do Leblon. Esse é um bar, que serve comida e reúne gente de todos os tipos e gostos. É uma boa opção para estender a night ou para começar um programa no meio da madrugada. Tá sempre cheio (independente da hora que você passa ali) e serve umas comidinhas de bar bem gostosinhas. | Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 1166 B – Leblon.

Galeto Sats: Um botequinho cheio de comida gostosa, principalmente se você é do tipo carnívoro e adora um churrasquinho. Minha recomendação é: peça a porção de coração de galinha e outra de linguicinha, você não vai se arrepender. | Endereço: R. Barata Ribeiro, 7 – D – Copacabana.

Stallos: Mais um do time de Copacabana. O Stallos é um dos queridinhos da madruga. Ele fica n meio do caminho para Leblon e Ipanema, e não tão longe do início de Copa, Leme e Botafogo ou seja, boa pedida para quase todo mundo. | Endereço: Av. Nossa Sra. de Copacabana, 986 – Copacabana.

Oliveira: Tá em Botafogo/Humaitá e tá morrendo de fome? Cachorro quente do Oliveira. A carrocinha de hot dog faz sucesso nas redondezas e é uma ótima opção para matar a fome da madrugada por ali.  | Endereço: Rua do Humaitá, S/N – (canteiro central, em frente ao nº 110) – Humaitá.

Paris 6: Se a sua fome não é de comidinha, esse é o lugar certo para você. A casa fica aberta 24h e serve muito mais do que pratos e sobremesas deliciosas… É uma fartura de comida a hora que você quiser, no dia que você quiser. | Endereço: Av. Érico Veríssimo, 725 – Barra da Tijuca.

Boteco Cabidinho: Como um tradicional boteco carioca, o que não faltam são opções de belisquetes típicos de botequim: bolinhos, frituras e muito comida que dá uma aliviada naquele porre que você tomou a noite. Pra melhorar, você pode comer essas delicias 24hrs por dia, pois o bar não fecha nunca! | Endereço: Rua Paulo Barreto, 65 – Botafogo.

Nova Capela: Esse eu não conheço, mas recebi a recomendação de muitos amigos. É uma opção para quem estiver faminto pela Lapa na madruga. O chopp estupidamente gelado, o bolinho e bacalhau e o filé a francesa (que dizem ter nascido lá!) são as recomendações da casa. | Endereço: Av. Mem de Sá, 96 – Lapa. 

Não ficou satisfeito e quer meter o pé naquele hamburgão? O Bobs do Posto Shell do Leblon fica aberto 24hrs, assim como o McDonalds da Avenida das Américas (na barra) e o da Hilário de Gouvea em Copacabana.

Se ainda assim você não estiver satisfeito, pode passar em alguns dos mercados que ficam aberto 24hrs para comprar alguma coisa (ou para tomar café da manhã, dependendo do seu horário). O Zona Sul da General Osório tem café e fica aberto a noite toda, assim como o da Dias Ferreira. Já o Pão de Açúcar do Leblon também tem uma lanchonete e funciona dia e noite.

08
jul 2016

Museu do Amanhã

IMG_5581No início dessa semana tive a oportunidade de ir ao Museu do Amanhã. Era um programa que eu queria muito fazer mas por algum motivo sempre adiava… Aproveitei um almoço, me juntei com duas amigas e fomos conhecer o mais novo museu do Rio.

Pra experiência ficar completa, fomos de VLT. Aproveitamos que ele ainda está gratuito e passeamos um pouquinho pelo centro do Rio, até chegar na estação Praça dos Museus. Esse nome não é a toa, além do Museu do Amanhã você encontra também o Museu de Arte do Rio (MAR), bem pertinho.

IMG_5647IMG_5535Não resisti a piadinha… hahahaha

Logo que você sai do VLT já encontra o icônico símbolo #cidadeolímpica que virou piada. É inevitável, já nesse primeiro momento, não se encantar com a beleza do lugar. Sabe quando tudo casa muito bem? Natureza, estrutura, cores, design… é impressionante.

Fomos numa terça-feira, quando a entrada é gratuita. Nos outros dias da semana você paga R$10 (adulto) ou R$16 o combo dos dois museus. Primeira parada dentro do museu: Cosmos. Um video em 360º que fala sobre o universo e as nossas origens. Uma das principais atrações do local.

IMG_5557IMG_5547 IMG_5536Lá dentro passamos por diversos ambientes. A sala do Antropoceno, que também é super interessante, trata um pouco sobre a era dos humanos. Daí em diante você vai caminhando e vendo ambientes e salas que falam sobre convivência, natureza, futuro… Tudo de forma muito fluida, natural e claro, muito moderna.

Mas não posso negar que a parte de fora do museu foi a que mais me encantou. Que lugar fotogênico. Tudo é lindo por lá! De todos os ângulo, em qualquer posição, garanto que suas fotos vão ficar incríveis e que você vai voltar de lá tão encantado quanto eu voltei.

IMG_5586 IMG_5578

Museu do Amanhã
Praça Mauá, 1 – Centro
(21) 3812-1812
Venda online: clique aqui

coisas que amamos riso bistrô 1Taí um restaurante que eu amo aqui no Rio e acho que nunca comentei aqui. Esse final de semana, as comemorações do meu aniversário começaram com ele. Fui jantar com o Alexandre, na 6a feira lá no Riso Bistrô e como sempre, amei!

O restaurante surgiu com a ideia de ser uma risoteria, mas hoje é bem mais do que isso, até porque a grande maioria dos risotos sumiu do cardápio. Ele fica em um espaço/galeria de arte em Ipanema e é um lugar lindo e super agradável para um jantarzinho a dois.

coisas que amamos riso bistrô 2De entrada nós pedimos um pãozinho de queijo recheado com carne seca e coberto com melado. Gente, dos deuses. Sério! Queria ter pedido várias coisas, assumo que as entradas fizeram meus olhos brilhar. Mas fomos na sugestão, super acertada, do garçom.

Para os pratos principais pedimos um risoto carbonara (gooooooooooordo e delicioso) e um papadelle ao sugo com queijo pecorino que estava muito bom também. Assumo que senti falta dos outros risotos. Gostava muito da variedade que eles tinham lá e todos eram deliciosos. Tomara que eles leiam isso aqui algum dia e se animem a colocá-los de volta no cardápio.

IMG_1766 IMG_1765Para a sobremesa, pedimos uma espécie de Romeu e Julieta moderno. Tinha sorbet, sorvete, doce e creme de goiabada e queijo. Eu não sou super fã dessa sobremesa, mas o pouquinho que provei achei gostoso. O Alexandre, em compensação, se deliciou com cada pedacinho que ele comeu.

No geral acho o restaurante bem legal que vale a visita aqui no Rio. É um restaurante médio/caro, então, venham preparados para isso. Quem tiver Eat in Rio pode usar aqui, pois eles aceitam é mais um estímulo para vir e não gastar tanto assim, né?!

Riso Bistrô
R. Aníbal de Mendonça, 175 – Ipanema.
(21) 2147-8259