Tag Archives: Rio de Janeiro

02
maio 2017

Yummy Tip: Azur

onde comer com vista no rio azur leblonTaí uma dica ótima para turistas, cariocas, gringos e pessoas que gostam de comer bem. Conheci o Azur há dois finais de semana e me encantei. Ele é mais um dos quiosques renovados da praia do Leblon, porém, com um diferencial: ele tem sua cozinha assinada por um renomado chef de cozinha. Pedro Artagão, o responsável pelos comes e bebes servidos no Azur, é também o dono de outros grandes nomes da culinária carioca como Irajá Gastrô (aquele do melhor e mais famoso bolo de chocolate do Rio), Formidable Bistrot e Cozinha Artagão. Sabem o que isso significa? Um lugar de muito boa comida!

Fui almoçar lá despretensiosamente depois de um pulinho na praia e que programa gostoso. Tão bom que voltei na Páscoa com a família. O local, nas duas ocasiões, estava cheio, claro, mas logo conseguimos uma mesa para sentar e começar a farra. O atendimento foi ótimo. Desde o momento de espera do lado de fora do quiosque até lá dentro quando já estávamos comendo. Todos, sem exceção, foram muito prestativos e eficientes. Exatamente, como eu acredito que tenha que ser o atendimento de um bom restaurante.

onde comer com vista no rio azur leblon onde comer com vista no rio azur leblonO cardápio é bem brasileiro e oferece muitas opções com frutos do mar. As comidinhas de balcão são carinhas, mas muito gostosas. Experimentamos os pasteis de siri, camarão e palmito (R$14/cada) e todos estavam ótimos. Para os pratos principais, escolhemos moqueca de peixe (R$140) e bobó de camarão (R$160), eu comi um pouco dos dois e posso falar, estavam deliciosos.

Só não vou dizer que achei os pratos caros, porque eles serviram muito bem 3 pessoas, ou seja, dividimos os dois pratos por seis pessoas e saímos todos muito satisfeitos. Em geral os pratos acompanham arroz branco, farofa de dendê e pirão. Os acompanhamentos são pequenos, mas os gentis garçons nos trouxeram aquele reforço quando o acompanhamento acabou sem cobrar a mais por isso. Mais um ponto para o restaurante.

onde comer com vista no rio azur leblononde comer com vista no rio azur leblonA carta de vinhos foi uma das únicas coisas que achamos que era um ponto negativo do lugar. Os vinhos são caros. O mais barato custa R$128. Sei que talvez a ideia do quiosque não seja receber jovens beberrões de vinho, mas podiam pesar um pouco menos a mão no preço das garrafas para segurar um pouco mais a clientela do almoço por lá… Fica ai a dica! hehehehe

Outro ponto negativo que pode facilmente ser mudado é a música que toca por lá. Na primeira vez ela incomodou pouco, mas na Páscoa estava nas alturas e tocando uma música meio bate-estaca, super nada a ver com o clima e com o ambiente do lugar.

Resumo da história: valeu muito a pena conhecer o Azur, experimentar a deliciosa comida e fazer esse programa tão gostoso. Espero que os governantes do Rio vejam como os cariocas são carentes de locais assim e continuem reformando e expandindo os quiosques da orla, da Lagoa Rodrigo de Freitas e criem mais áreas com espaço para uma boa comida e um ambiente super agradável com esse (aliás, o Jardim de Alah está alí doido para ser mais bem aproveitado hein!). Aprovadíssimo!

Serviço:
Quiosque Azur
Av. Delfim Moreira, S/N, Posto 11 | Leblon.

Antes de engravidar estava dedicando meu tempo a fazer trilhas e caminhadas nos finais de semana. Frequentemente coloco no snapchat (@coisaqueamamos) e no instagram um pouquinho dessas minhas “aventuras”. Hoje, resolvi compartilhar com vocês todas que eu já fiz e o que achei de cada uma delas. Isso pode ajudar vocês a decidir qual a próxima trilha a ser feita, e quais vocês vão evitar.

A minha ideia é contar um pouquinho da minha experiência e do tempo que eu levei fazendo as trilhas. Lembrando que eu tenho problema no joelho, ou seja, sou mais lenta que o normal e diria que sou quase sedentária. Portanto, se você é um super atleta, seu tempo vai ser bem mais rápido que o meu e você vai tirar de letra.

  • Morro da Urca

A trilha é tranquila. Não é hiper exaustiva e é super segura. Ela começa na Pista Claudio Coutinho, na Urca. O local fica cheio por conta do Pão de Açúcar e isso pode ser um dificultador para quem for de carro e chegar tarde.
Nível de Dificuldade: Fácil
Tempo: 35 minutos
Segurança: Grande
Vista: Muito boa

  • Parque da Catacumba

Essa trilha que fica na Lagoa foi uma super novidade para mim. Não sabia nem que ela existia e adorei conhecê-la. Como ela fica na Zona Sul é super de fácil acesso e é uma trilha bem tranquila para levar crianças, principalmente, porque no Parque em si, tem muita atividade para elas como arvorismo e tiroleza.
Nível de Dificuldade: Super Fácil
Tempo: 20 minutos
Segurança: Grande
Vista: Boa

  • Pedra Bonita

Essa é uma das trilhas mais famosas do Rio. Digo isso pois é uma das primeiras que todo mundo faz. Ela é tranquila, de fácil acesso e com uma vista linda. Não é legal para levar as crianças. Lá em cima é só uma pedra e não me parece muito seguro para os pequenos. Cheguem cedo para conseguir parar o carro com facilidade (ou na subida da trilha) ou no estacionamento que fica um pouco abaixo. O exercício já começa ai.
Nível de Dificuldade: Fácil
Tempo: 50 minutos
Segurança: Média/Grande
Vista: Muito boa

  • Parnaso

Mas quem pensa que só no Rio tem boas trilhas, está super enganado. Em Teresópolis você pode ir ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Por lá, você encontra diversas trilhas para todos os níveis de visitante. Contei mais detalhes sobre essa trilha aqui. Só pra resumir, como lá em um Parque Nacional, você encontra diversas trilhas, de tamanhos e dificuldades diferentes.
Nivel de Dificuldade: Fácil, médio e difícil.
Tempo: Depende da trilha que você vai escolher.
Segurança: Grande
Vista: Boa

Vou passar um tempo sem fazer novas trilhas, mas assim que a Victoria nascer vou voltar a ativa e vou atualizando esse post ou fazer novos posts com as trilhas que eu fizer pela frente.

As próximas trilhas na minha lista são: Corcovado, Pedra do Telégrafo e Vidigal. São as que eu tenho mais vontade de fazer e acho que terão belas vistas e muitas fotos legais!

Se vocês tiverem sugestões de trilhas, dicas ou ideias, deixem aqui nos comentários que assim que eu puder voltar a ativa, vou procurar as novidades.

day use no le relais de marambaiaNo finalzinho de janeiro, vocês puderam acompanhar pelo snapchat e insta (gram e stories) um pouquinho do dia que eu passei no Le Relais de Marambaia. Comprei, no ano passado, um day use do hotel, com um grupo de amigos, e aproveitamos esse calor maçarico que está fazendo no Rio para relaxar e nos refrescar um pouco por lá.

Pra quem não sabe, o hotel fica na Restinga de Marambaia, um pouco depois da Barra/Recreio e a mais ou menos 1 hora da Zona Sul do Rio. É por lá que fica o famoso restaurante do Bira, que eu falei por aqui.

day use no le relais de marambaiaday use no le relais de marambaiaCompramos o day use no Peixe Urbano (bem baratex) e com a boa vontade do pessoal do hotel conseguimos marcar e remarcar algumas vezes por conta do mal tempo. Aliás, ponto positivo para o pessoal da recepção e do atendimento por telefone e email que nos ajudaram e foram super solícitos sempre que precisamos.

Chegando lá, recebemos toalhas, shampoo e sabonete e pudemos aproveitar a estrutura do hotel (piscina, sauna e deck para o mar). Tudo que foi consumido por lá, entre comidas e bebidas, foi pago a parte. Quem quiser fazer SUP, o hotel disponibiliza pelo (salgado) preço de R$90/hora para o casal.

day use no le relais de marambaia day use no le relais de marambaiaO que eu achei da experiência? No geral, achei bacana. É algo diferente, é um programa novo, é um passeio muito legal, principalmente para quem não conhece a região. Achei a estrutura do hotel simples e acho que a nossa experiência por lá valeu pois estávamos em um grupo grande e porque compramos o day use no Peixe Urbano e pagamos baratinho. Não sei se acharia um super programa se tivesse pago R$300 por pessoa, por exemplo.

Outra coisa que achei é que o hotel está meio acabadinho pra toda a fama que tem, sabem? Não que seja ruim, não me entendam mal, está apenas mal cuidado. Paredes descascando, toalhas rasgadas, piscina meio sujinha… E como a estrutura dele é super simples, achei que não valia pagar caro por isso, entenderam!?

day use no le relais de marambaiaSe eu repetiria o programa? Sim, se fosse exatamente nesse mesmo esquema que eu fiz. Indo com galera e comprando o day use por um preço mais acessível. Dessa forma achei legal. Uma coisa que achamos bem positiva foi o almoço. A comida estava gostosa, não demorou horas para chegar e pudemos pedir na piscina e na hora que ficou pronto eles nos chamaram e fomos para o restaurante comer. Esquema bom esse!

No geral eu achei que valeu a pena. Curti o programa e a experiência. Meus amigos também gostaram. Acho que todo mundo ficou bem alinhado com esse pensamento do custo x benefício, da simplicidade do hotel, do que é oferecido no day use e da forma como está a conservação do espaço.

10 restaurantes imperdíveis no rio para os gringosFaço parte de um grupo de viagens no Facebook e vira e mexe alguém pergunta por lá onde levar aquele amigo gringo que está visitando a cidade para comer bem e sentir a essência do carioca. Sempre escrevo o mesmo texto e dou as mesmas indicações, até que me dei conta que nunca tinha falado sobre isso por aqui.

Então resolvi listar 10 restaurantes que eu considero super cariocas e imperdíveis para os gringos. Seja porque são bons, porque tem uma vista interessante ou apenas por que são tipicamente cariocas em algum sentido.

  1. Confeitaria Colombo: Não dá pra começar a falar do Rio sem citar a Confeitaria Colombo né? Seja a tradicional no centro da cidade ou a lindinha (e ótima para café da manhã) no Forte de Copacabana.
  2. Aprazível: Acho esse restaurante perfeito para estrangeiros (e para nós também). Além de uma comida super brasileira e deliciosa, ele tem uma vista linda e fica em Santa Teresa, que é uma delicia né?!
  3. Bar Urca: Esse é o bar perfeito para aquele fim de tarde lindo. Sente na mureta, peça um choppinho e ensine ao seu amigo gringo o que é um bom risole de camarão ao estilo carioca de ser.
  4. Fogo de Chão: Essa churrascaria merece destaque por dois motivos. O primeiro é que os gringos adoram comer em churrascarias e essa, em especial, é super focada nas carnes. O segundo é que ela fica de frente para o bondinho. Nada mal né?!
  5. Azul Marinho/Temporada: O restaurante pé na areia do Hotel Arpoador é uma ótima opção para drinks e petiscos de fim de tarde. Sentem-se do lado de fora e admirem o pôr do sol mais famoso da cidade.
  6. Bira: Resolveu pegar uma prainha pelo lada da Barra e adjacências? Então corra para almoçar uma deliciosa moqueca no Bira, em Pedra de Guaratiba. Ah! Comece sua refeição com um pastelzinho de camarão que é dos deuses.
  7. Braseiro: Tem restaurante mais carioca que esse? Todos os dias, em qualquer horário, ele está com fila. “Seu gringo” (hahahaha) vai entender porque os brasileiros e os cariocas amam um bom arroz com feijão e vai conhecer o verdeiro sabor da nossa picanha. Hmmm!
  8. Aconchego Carioca: O tradicional restaurante da Praça da Bandeira é uma boa pedida depois daquela visita ao Maracanã ou se bater uma vontade grande de comer um bom prato de frutos do mar. Não se esqueça de começar a orgia alimentar pedindo o campeão bolinho de feijoada da casa.
  9. Bar do Mineiro: Quer apresentar uma feijoada tradicional para o seu amigo gringo? Então você não pode deixar de ir no Bar do Mineiro em Santa Teresa. Se tem um lugar que os cariocas frequentam para comer uma boa feijoada é esse Bar.
  10. Irajá Gastrô: Esse é um dos restaurantes queridinhos dos cariocas no momento. Além de boa comida, ele tem uma das melhores sobremesas da cidade, o famoso bolo de chocolate com calda de baunilha. Lembre-se disso e deixe um espacinho para essa sobremesa pós-jantar.

Resultado de imagem para aprazívelEssa lista poderia ser infinita, tem vários restaurantes para os gringos no Rio, mas nessa listinha coloquei aquelas que eu gostaria de levar os meus amigos gringos para mostrar como é o carioca, a nossa comida, estilo e para que eles pudessem curtir a cidade e comer bem.

Outras opções que surgiram: Gula Gula, Sushi Leblon, Zazá Bistrô, Belmonte, Celeiro, Cervantes… cada um com seu estilo, para agradar todos os gostos, bolsos e localizações.

Se você é carioca, está vendo essa lista e sentiu falta de algum restaurante… deixe nos comentários e vamos ajudar os gringos a comerem bem na nossa cidade e a sairem daqui com a melhor impressão gastronômica possível.

> Quer ver sugestões de 13 restaurantes com vista, clique aqui.
> Quer saber as 5 melhores hamburguerias da cidade, clique aqui.
> Quer indicações para beliscar durante a madrugada, clique aqui
> Quer comer em Ipanema ou Leblon? Então, clique no nome dos bairros.