24
maio 2018

Yummy Tip: INO

Semana passada fui conhecer mais um restaurante novo que abriu no Rio, o INO. O italiano fica no reduto gastronômico de Botafogo, a rua Conde de Irajá e é vizinho de grandes nomes como Lasai e Irajá Gastrô. Logico, que o INO não poderia ficar para trás e oferece aos seus clientes um delicioso cardápio com entradas, massas frescas, assados e claro, sobremesas.

Você chega no restaurante e já se encanta com o ambiente. Uma casinha, em Botafogo, com um clima super agradável, decoração simples e minimalista. Já começa a refeição com o pé direito. O atendimento também é excelente. O garçom foi super gentil, nos explicou vários pratos, ofereceu vinho, nos “deixou” experimentar algumas opções antes de decidir qual seria a vencedora e foi super ágil no atendimento.

Nós começamos o jantar pelo carpaccio crocante, e já adianto que é uma armadilha. Você pede um, mas quando ele acaba você vai querer pedir outros dez de tão maravilhoso que é. São pequenos carpaccios temperados com mostarda, azeite trufado e grana padano, envoltos em um cone salgado. Serio, surreal de delicioso!

Para o prato principal eu pedi o polpetone com taglioline na manteiga de salvia e o Alexandre foi na massa com camarões. As opções que mais saem  no restaurante, segundo o garçom que nos atendeu. Achei o meu delicioso, é exatamente o tipo de prato que eu gosto de pedir. O Alexandre gostou muito do dele também.

Encerramos o jantar com a sobremesa mais pedida do cardápio, o 3x cioccolato, que nada mais é do que chocolate de três formas diferente: como um bolinho super úmido, uma farofinha crocante e sorvete. Uma deliciosa forma de encerrar o jantar no Ino.

Acho que deu pra perceber que tivemos uma experiência super gostosa por lá né? Sem dúvidas o Ino entrou pra nossa lista de restaurantes deliciosos no Rio que valem ser repetidos.

Serviço:
INO Restaurante
Rua Conde de Irajá, 115 – Botafogo
Tel: 3851-6601
reservas@inorio.com.br
http://www.inorio.com.br

Parque das Ruínas Rio de Janeiro De uns tempos para cá tenho procurado conhecer um pouco mais alguns cantinhos do Rio que antes eram um pouco “distantes” pra mim. Pontos turísticos talvez não tão turísticos assim, lugares bonitos mas distantes ou apenas algum lugar interessante que eu não conhecia ou não ia a muito tempo.

Com a chegada da Victoria, fazer esses programas ficou ainda mais interessante. E agora, consigo enxergar esses lugares com um olhar de mãe, diferente de antes. É legal analisar se o lugar é receptivo com crianças e bebês, se oferece algum tipo de risco…

Parque das Ruínas Rio de Janeiro Parque das Ruínas Rio de Janeiro O Parque das Ruínas foi um desses lugares. Morando aqui há 33 anos eu NUNCA tinha ido lá, acreditam?! Sempre vi fotos, já ouvi falar mas nunca tinha ido. Shame on me. Mas agora, isso acabou, esse feriado aproveitei para conhecer o Parque e combinar a minha visita com um almoço delicioso por Santa Teresa.

O Parque das Ruínas, como o próprio nome diz, nada mais é do que uma ruína de um antigo palacete onde Laurinda Santos Lobo (uma das maiores mecenas das artes do Rio de Janeiro) morou. O local foi ponto de encontro do modernismo brasileiro e cenário de inúmeros saraus promovidos por Laurinda e frequentados por artistas nacionais e internacionais como Villa Lobos, Tarsila do Amaral, João do Rio e Isadora Duncan.

Parque das Ruínas Rio de Janeiro Hoje, abriga um centro cultural com exposições, concertos, palestras e oficinas variadas. Além, é claro, das fotogênicas ruínas. Por lá, você também encontra uma pequena lanchonete que serve alguns petiscos, café da manhã e bebidinhas. Uma opção simples e legal de variar o lugar do café de todo dia.

Com relação as ruínas… como pode-se imaginar não é um lugar muito feito para crianças. É cheio de escadas, vidro, é alto e não tem muita segurança. Mas Vic ainda é bebe (9 meses) e vai no colo numa boa, então foi tranquilo ir com ela. A dica é: não levem carrinho, o canguru é a melhor opção. Se vocês quiserem passar um tempo por lá, curtir a vista, vocês conseguem ir com o carrinho, mas nas ruínas é complicado.

Parque das Ruínas Rio de Janeiro Parque das Ruínas Rio de Janeiro O passeio é legal e a vista é lindíssima. Você consegue ter uma visão super bonita do Pão de Açúcar, Baía de Guanabara, Marina da Gloria, Ponte Rio-Niterói e do centro do Rio.

Recebi muitas perguntas com relação a segurança do local. Bom, Santa Teresa tem altos e baixos, assim como qualquer lugar do Rio. Então, minha sugestão é: avalie na época da sua visita como estão as coisas por lá, vá de dia, num horário de bastante movimento e siga as placas para não se perder. Nos fomos seguindo o waze e deu tudo certo.

Parque das Ruínas Rio de Janeiro O local não tem estacionamento, mas é permitido estacionar na rua de baixo, que é bem pertinho da entrada do parque. Na rua em frente não é permitido estacionar.

DICA EXTRA: Combine esse programa com um almoço na Aprazível ou no Bar do Mineiro, ambos em Santa Teresa. Tenho certeza de que você não vai se arrepender.

Parque das Ruínas
Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa
Telefone: (21) 2215-0621 2224-3922
Funcionamento: Aberto de terça-feira a domingo, das 8h às 18h.

10 restaurantes imperdíveis no rio para os gringosFaço parte de um grupo de viagens no Facebook e vira e mexe alguém pergunta por lá onde levar aquele amigo gringo que está visitando a cidade para comer bem e sentir a essência do carioca. Sempre escrevo o mesmo texto e dou as mesmas indicações, até que me dei conta que nunca tinha falado sobre isso por aqui.

Então resolvi listar 10 restaurantes que eu considero super cariocas e imperdíveis para os gringos. Seja porque são bons, porque tem uma vista interessante ou apenas por que são tipicamente cariocas em algum sentido.

  1. Confeitaria Colombo: Não dá pra começar a falar do Rio sem citar a Confeitaria Colombo né? Seja a tradicional no centro da cidade ou a lindinha (e ótima para café da manhã) no Forte de Copacabana.
  2. Aprazível: Acho esse restaurante perfeito para estrangeiros (e para nós também). Além de uma comida super brasileira e deliciosa, ele tem uma vista linda e fica em Santa Teresa, que é uma delicia né?!
  3. Bar Urca: Esse é o bar perfeito para aquele fim de tarde lindo. Sente na mureta, peça um choppinho e ensine ao seu amigo gringo o que é um bom risole de camarão ao estilo carioca de ser.
  4. Fogo de Chão: Essa churrascaria merece destaque por dois motivos. O primeiro é que os gringos adoram comer em churrascarias e essa, em especial, é super focada nas carnes. O segundo é que ela fica de frente para o bondinho. Nada mal né?!
  5. Azul Marinho/Temporada: O restaurante pé na areia do Hotel Arpoador é uma ótima opção para drinks e petiscos de fim de tarde. Sentem-se do lado de fora e admirem o pôr do sol mais famoso da cidade.
  6. Bira: Resolveu pegar uma prainha pelo lada da Barra e adjacências? Então corra para almoçar uma deliciosa moqueca no Bira, em Pedra de Guaratiba. Ah! Comece sua refeição com um pastelzinho de camarão que é dos deuses.
  7. Braseiro: Tem restaurante mais carioca que esse? Todos os dias, em qualquer horário, ele está com fila. “Seu gringo” (hahahaha) vai entender porque os brasileiros e os cariocas amam um bom arroz com feijão e vai conhecer o verdeiro sabor da nossa picanha. Hmmm!
  8. Aconchego Carioca: O tradicional restaurante da Praça da Bandeira é uma boa pedida depois daquela visita ao Maracanã ou se bater uma vontade grande de comer um bom prato de frutos do mar. Não se esqueça de começar a orgia alimentar pedindo o campeão bolinho de feijoada da casa.
  9. Bar do Mineiro: Quer apresentar uma feijoada tradicional para o seu amigo gringo? Então você não pode deixar de ir no Bar do Mineiro em Santa Teresa. Se tem um lugar que os cariocas frequentam para comer uma boa feijoada é esse Bar.
  10. Irajá Gastrô: Esse é um dos restaurantes queridinhos dos cariocas no momento. Além de boa comida, ele tem uma das melhores sobremesas da cidade, o famoso bolo de chocolate com calda de baunilha. Lembre-se disso e deixe um espacinho para essa sobremesa pós-jantar.

Resultado de imagem para aprazívelEssa lista poderia ser infinita, tem vários restaurantes para os gringos no Rio, mas nessa listinha coloquei aquelas que eu gostaria de levar os meus amigos gringos para mostrar como é o carioca, a nossa comida, estilo e para que eles pudessem curtir a cidade e comer bem.

Outras opções que surgiram: Gula Gula, Sushi Leblon, Zazá Bistrô, Belmonte, Celeiro, Cervantes… cada um com seu estilo, para agradar todos os gostos, bolsos e localizações.

Se você é carioca, está vendo essa lista e sentiu falta de algum restaurante… deixe nos comentários e vamos ajudar os gringos a comerem bem na nossa cidade e a sairem daqui com a melhor impressão gastronômica possível.

> Quer ver sugestões de 13 restaurantes com vista, clique aqui.
> Quer saber as 5 melhores hamburguerias da cidade, clique aqui.
> Quer indicações para beliscar durante a madrugada, clique aqui
> Quer comer em Ipanema ou Leblon? Então, clique no nome dos bairros.

top 5 hamburguerias do rioSe tem uma coisa nessa vida que eu gosto é de comer junk food. Não tenho culpa sobre isso… sou dessas que não pode ver um cheeseburguer que vai a loucura. Por conta desse pequeno vicio prazer já experimentei diversas hamburguerias aqui no Rio. Hoje, resolvi falar um pouco sobre as minhas preferidas e o porque eu gosto tanto delas.

TT Burger: Não adianta, entra ano e sai ano o TT continua sendo, disparado, o meu hambúrguer preferido no Rio. A carne vem sempre no ponto perfeito (você que escolhe, inclusive), o pão de batata doce é macio, o molho especial da casa tem um sabor que faz toda diferença no conjunto e o ketchup de goiabada é uma coisa de outro mundo. Outra coisa “boba” que eu adoro e que, na minha opinião, faz toda diferença é o marketing deles. As embalagens são muito legais, a decoração das lojas, a forma como eles se comunicam com o cliente… Ah! Pra dar mais um ponto pro TT ele ainda tem o selo da familia Troisgros (? Claude) e da marca Reserva. Enfim, sou suspeita para falar porque sou fã numero 1 do hambúrguer de lá. Recomendadíssimo. | Preço médio: R$32 | Acesse o site.


Madero:
A hamburgueria curitibana já está no Rio há algum tempo, mas apenas no final do ano passado tive a oportunidade de experimentar. E que delicia que é o hambúrguer… super saboroso e molhadinho. Mas assumo que o ponto alto, na minha opinião é a batata frita com aquele molhinho delicioso. Poderia comer essa batata todos os dias. Nunca comi outra coisa por lá mas o cheeseburguer é bem gostoso. Vale a pena. | Preço médio: R$33 | Acesse o site.

Meating: Essa foi uma das primeiras hamburguerias que me deixou apaixonada no Rio. Diferente da maioria, eles oferecem cinco tipos de hambúrgueres. O que mais gosto é o que tem maionese de bacon. Muito delicioso. Ela da um sabor super diferente e deixa a carne molhadinha. Outro diferencial é o preço um pouco mais baixo que a maioria. | Preço médio: R$ 27,90 | Não tem site.

Hell’s Burguer: Acho que esse é um dos hambúrgueres mais famosos do Rio. Ele foi o que deu o pontapé inicial nessa “modinha” de homemade burgers que tem explodido no Rio. Ele é uma explosão de sabores e é um baita hambúrguer. Preparem-se e cheguem com fome. O hambúrguer clássico deles é com carne de costela e por isso fica super suculento. Outro ponto fortissimo, é a geleia de bacon, que é de cair o queixo. | Preço médio: R$24 | Acesse o site.

Almoço light do dia! ?? #hamburgueriadaalfandega #foodporn #junkyfood #dietaja #vaigordinha #projetojo

Uma foto publicada por Nathalia Tosto | CqA (@coisasqueamamos) em


Hamburgueria da Alfândega:
Essa é praticamente novidade. Abriu no final do ano passado no Centro do Rio, e eu, pra variar, não perdi a oportunidade de experimentar. Eu adorei o hambúrguer. O preço é bom, o sabor também e eles tem uma maionese de bacon (paga a parte) que é de lamber os beiços, mas assumo, que as batatas rústicas conquistaram meu coração e fizeram toda diferença na minha experiência por lá. O preço, em geral, é menor que os outros, mas no custo final com batata e bebida, fica quase igual. | Preço médio: R$20 | Não tem site.

Sei que ainda faltam muuuuitas hamburguerias na cidade para experimentar, mas eu prometo fazer o “esforço” de provar o máximo possível e ir atualizando esse post aqui com as minhas novas (ou não) preferencias, ok?

E vocês? Algum hambúrguer imperdível para me indicar? Sugerem algum lugar para que eu possa seguir na minha busca pelo hambúrguer perfeito? Deixem aqui nos comentários que vou amar seguir as orientações/dicas de vocês.