02
maio 2017

Yummy Tip: Azur

onde comer com vista no rio azur leblonTaí uma dica ótima para turistas, cariocas, gringos e pessoas que gostam de comer bem. Conheci o Azur há dois finais de semana e me encantei. Ele é mais um dos quiosques renovados da praia do Leblon, porém, com um diferencial: ele tem sua cozinha assinada por um renomado chef de cozinha. Pedro Artagão, o responsável pelos comes e bebes servidos no Azur, é também o dono de outros grandes nomes da culinária carioca como Irajá Gastrô (aquele do melhor e mais famoso bolo de chocolate do Rio), Formidable Bistrot e Cozinha Artagão. Sabem o que isso significa? Um lugar de muito boa comida!

Fui almoçar lá despretensiosamente depois de um pulinho na praia e que programa gostoso. Tão bom que voltei na Páscoa com a família. O local, nas duas ocasiões, estava cheio, claro, mas logo conseguimos uma mesa para sentar e começar a farra. O atendimento foi ótimo. Desde o momento de espera do lado de fora do quiosque até lá dentro quando já estávamos comendo. Todos, sem exceção, foram muito prestativos e eficientes. Exatamente, como eu acredito que tenha que ser o atendimento de um bom restaurante.

onde comer com vista no rio azur leblon onde comer com vista no rio azur leblonO cardápio é bem brasileiro e oferece muitas opções com frutos do mar. As comidinhas de balcão são carinhas, mas muito gostosas. Experimentamos os pasteis de siri, camarão e palmito (R$14/cada) e todos estavam ótimos. Para os pratos principais, escolhemos moqueca de peixe (R$140) e bobó de camarão (R$160), eu comi um pouco dos dois e posso falar, estavam deliciosos.

Só não vou dizer que achei os pratos caros, porque eles serviram muito bem 3 pessoas, ou seja, dividimos os dois pratos por seis pessoas e saímos todos muito satisfeitos. Em geral os pratos acompanham arroz branco, farofa de dendê e pirão. Os acompanhamentos são pequenos, mas os gentis garçons nos trouxeram aquele reforço quando o acompanhamento acabou sem cobrar a mais por isso. Mais um ponto para o restaurante.

onde comer com vista no rio azur leblononde comer com vista no rio azur leblonA carta de vinhos foi uma das únicas coisas que achamos que era um ponto negativo do lugar. Os vinhos são caros. O mais barato custa R$128. Sei que talvez a ideia do quiosque não seja receber jovens beberrões de vinho, mas podiam pesar um pouco menos a mão no preço das garrafas para segurar um pouco mais a clientela do almoço por lá… Fica ai a dica! hehehehe

Outro ponto negativo que pode facilmente ser mudado é a música que toca por lá. Na primeira vez ela incomodou pouco, mas na Páscoa estava nas alturas e tocando uma música meio bate-estaca, super nada a ver com o clima e com o ambiente do lugar.

Resumo da história: valeu muito a pena conhecer o Azur, experimentar a deliciosa comida e fazer esse programa tão gostoso. Espero que os governantes do Rio vejam como os cariocas são carentes de locais assim e continuem reformando e expandindo os quiosques da orla, da Lagoa Rodrigo de Freitas e criem mais áreas com espaço para uma boa comida e um ambiente super agradável com esse (aliás, o Jardim de Alah está alí doido para ser mais bem aproveitado hein!). Aprovadíssimo!

Serviço:
Quiosque Azur
Av. Delfim Moreira, S/N, Posto 11 | Leblon.

S11 ARQUIVO 09/03/2015 PALADAR Foto Bistrot Formidable FOTO DIVULGAÇÃOHá pouco mais de um mês eu vi nascer numa micro esquina do Leblon o Formidable Bistrot. Já de cara deu pra perceber que ia ser coisa boa. Ambiente gracinha, histórico bacana e fila todos os dias na porta. Não deu outra, o restaurante estourou e agora, para fazer reserva para jantar não pense que vai conseguir com menos de um mês de antecedência! Isso mesmo, um mês. Aproveitei uma noite especial de 5a feira, para ir conhecer a casa, e ver o que ela tinha de tão bom afinal…

O responsável pelas gostosuras é o chef Pedro Artagão, o mesmo do Irajá Gastrô (<3). A ideia dele era reproduzir da forma mais fiel possível um bistrô parisiense. Ele conseguiu. Além do clima aconchegante (são apenas 26 lugares, distribuídos em 40m²), ele reproduz no seu cardápio todas as maravilhas que encontramos nas casas francesas. Escargots (fakes, feitos de coração de galinha, em homenagem a José Hugo Celidônio), steak tartar, foi gras, mil folhas… são apenas algumas das delicias que podemos encontrar no cardápio.IMG_9690Se você é do tipo gordinha curiosa, como eu, vai optar pelo menu formule (outra coisa típica dos bistrôs parisienses), que vem com couvert + entrada + prato principal + sobremesa, por R$125. Não é barato, mas pela qualidade e quantidade de comida, não é caro também. O cardápio vem até a mesa em um quadro negro trazido pelos garçons.

IMG_9691Pra beber, a carta de vinhos é recheadas de opções orgânicas. Todas selecionadas pela  sommelière Julieta Carrizzo. Os vinhos não são baratos, não se animem, mas o mais baratinho deles (R$98) é um branco delicioso, que vale ser experimentado. Se você é do tipo que prefere água, pode comemorar, seguindo as “tradições” parisienses a bebida é cortesia da casa. Um mimo, não?

IMG_9692Nós optamos pelo formule, claro! Quisemos fazer isso para experimentar o máximo de coisas possíveis (#vaigordinha!). O couvert tem um pãozinho da casa com manteiga e flor de sal + o patê do dia. No meu dia foi um de atum. Sem grandes emoções. As entradas, em compensação, estavam divinas. Fomos de escargot fake (que na verdade são corações de galinha com uma manteiguinha deliciosa por cima) e de steak tartar com fritas. Tudo muito bom.

IMG_9693IMG_9694Para os pratos principais, seguimos as instruções do maitre e fomos nos pratos mais famosos da casa: gnocchi com queijo azul, aspargos e espinafre e paleta suína, legumes assados e purê Rebuchon (ou seja caprichado na manteiga!). Tudo maravilhoso. Eu achei o gnocchi um pouco enjoativo, mas o Alexandre amou e só faltou lamber o prato. Já o porquinho estava tão macio, que nem era preciso usar a faca para cortá-lo. De sobremesa eu fui de profiteroles, a minha sobremesa preferida no mundo, e o Alexandre foi no bom e velho mil folhas. Tudo delicioso.

IMG_9701Minha única ressalva sobre o restaurante são algumas coisas que achei um pouco engessadas. Por exemplo: se você chega cedo para esperar uma mesa, eles só autorizam a sua entrada quando todas as pessoas que vão sentar com você já estiverem lá. Outra coisa (mas essa até faz sentido), eles não aceitam mesas com mais de 4 pessoas. A casa não comporta uma mesa grande. Por último, todos da mesa devem optar pelo mesmo esquema. Ou seja, uma pessoa não pode pedir o Menu Formule e outra apenas um prato principal. Ou todos pedem o formule ou todos pedem apenas o prato principal. Um pouco chato isso, mas enfim, talvez pela casa ser pequena ou por estar começando eles colocaram essas regras… mas sabendo disso, sua experiência não vai mudar. Pode ter certeza.

IMG_9703No final das contas gostei muito do restaurante. Atendimento excelente, comida muito boa, preço razoável e pertinho de casa. A única coisa ruim é ter que enfrentar filas e mais filas ou ficar meses na reserva… Mas isso só comprova o sucesso da casa e da comida deliciosa servida por lá. Recomendadíssimo!

Serviço:
Rua João Lira, 148 – Leblon. Rio de Janeiro – RJ
www.facebook.com/formidablebistrot
(21) 2239-7632