24
maio 2018

Yummy Tip: INO

Semana passada fui conhecer mais um restaurante novo que abriu no Rio, o INO. O italiano fica no reduto gastronômico de Botafogo, a rua Conde de Irajá e é vizinho de grandes nomes como Lasai e Irajá Gastrô. Logico, que o INO não poderia ficar para trás e oferece aos seus clientes um delicioso cardápio com entradas, massas frescas, assados e claro, sobremesas.

Você chega no restaurante e já se encanta com o ambiente. Uma casinha, em Botafogo, com um clima super agradável, decoração simples e minimalista. Já começa a refeição com o pé direito. O atendimento também é excelente. O garçom foi super gentil, nos explicou vários pratos, ofereceu vinho, nos “deixou” experimentar algumas opções antes de decidir qual seria a vencedora e foi super ágil no atendimento.

Nós começamos o jantar pelo carpaccio crocante, e já adianto que é uma armadilha. Você pede um, mas quando ele acaba você vai querer pedir outros dez de tão maravilhoso que é. São pequenos carpaccios temperados com mostarda, azeite trufado e grana padano, envoltos em um cone salgado. Serio, surreal de delicioso!

Para o prato principal eu pedi o polpetone com taglioline na manteiga de salvia e o Alexandre foi na massa com camarões. As opções que mais saem  no restaurante, segundo o garçom que nos atendeu. Achei o meu delicioso, é exatamente o tipo de prato que eu gosto de pedir. O Alexandre gostou muito do dele também.

Encerramos o jantar com a sobremesa mais pedida do cardápio, o 3x cioccolato, que nada mais é do que chocolate de três formas diferente: como um bolinho super úmido, uma farofinha crocante e sorvete. Uma deliciosa forma de encerrar o jantar no Ino.

Acho que deu pra perceber que tivemos uma experiência super gostosa por lá né? Sem dúvidas o Ino entrou pra nossa lista de restaurantes deliciosos no Rio que valem ser repetidos.

Serviço:
INO Restaurante
Rua Conde de Irajá, 115 – Botafogo
Tel: 3851-6601
reservas@inorio.com.br
http://www.inorio.com.br

14
maio 2018

Yummy Tip: Mauá

Outro dia contei lá no instagram sobre um passeio que fiz ao Centro do Rio. Visitamos o MAR, o Museu do Amanhã, a região revitalizada do porto e foi super interessante. Victoria adorou e nós também.

Já que o programa era de dia inteiro optamos por almoçar no Mauá, o restaurante brasileiríssimo que fica no terraço do Museu de Arte do Rio (MAR). Não podíamos ter escolhido melhor. Além da vista deliciosa o restaurante nos agraciou com um almoço dos deuses.

Optamos por sentar em uma mesa na área externa com vista para o Museu do Amanhã, mas o espaço oferece uma área fechada com vidro e ar condicionado. Ótima opção para os dias mais quentes.

Começamos com um pastelzinho de queijo da canastra com cebola caramelizada. Estava gostoso, mas eles tem entradas melhores. Não foi a melhor pedida. Para o prato principal pedimos uma moqueca com arroz e banana que estava divina e o prato mais famoso da casa, o mignon de sol com banana e farofa, que foi de comer rezando. Pessoalmente eu gostei mais da carne, mas os dois pratos estavam excelentes.

Para encerrar a orgia gastronômica pedimos uma goiabada com sorvete de queijo de cair o queixo. Tão gostosa que podia ter comido duas vezes.

Como contei, estávamos com a Victoria (9 meses). Foi super tranquilo ir com ela. Sentamos em uma mesa para 4 pessoas e tiramos uma das cadeiras para acomodar o carrinho. Funcionou super bem. O local não tem banheiro com trocador, mas o museu tem e você pode usar.

No geral achei o restaurante excelente. Recomendo muito a visita para quem está pela região e quer comer bem e com uma vista linda da cidade. Os pratos não são muito baratos, mas ainda assim vale a pena. Acho que o custo x benefício do programa como um todo valeu muito.

Serviço:
Restaurante Mauá
Praça Mauá, 5º, 6º piso (Museu de Arte do Rio) – Centro
Tel .: (21) 3031-2819
Horário de Funcionamento: de segunda a domingo das 12h às 18h
www.restaurantemaua.com.br

Outro dia, tive a oportunidade de conhecer o novo empreendimento culinário do Claude Troigos, o Chez Claude. O restaurante é bem diferente de todos os que já conheci do chef. Tem uma pegada mais moderna na decoração, é mais minimalista, menorzinho mas não menos delicioso que os outros.

chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblon

(A cozinha no meio do salão, e o chefe sentado em uma mesa conversando com os clientes!)

Combinei com mais um casal de amigos e fomos conhecer o restaurante. Logo na porta demos de cara com o Batista, que é quem toca o Chez Claude na ausência do chef. Do lado de fora, você tem algumas mesinhas altas para esperar e uma pipoquinha temperada com curry que é um vício. Enquanto aguarda, pode pedir uns drinks ou beber um vinho que você mesmo levou, a taxa de rolha é ótima e vale super a pena.

Quando entramos a surpresa: a cozinha fica totalmente aberta bem no meio do salão e você vê tudo que acontece, o chef fazendo a sua arte, os sous chefs preparando os pratos e claro, os muitos admiradores pedindo fotos com Claude. Muito legal!

chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblon chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblon chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblonSeguimos o esquema que eles sugerem, 4 pratos para 2 pessoas e pedimos vários pratos para experimentar. Começamos com 3 entradas: tartare de atum com pepino e melancia, o ovo com caviar e o big raviole de baroa com pinoles. Eu adorei a massa, mas sou suspeita quando o assunto é comida italiana né?! O ovo também fez muito sucesso na mesa e é a entrada mais famosa do restaurante.

Para os principais, pedimos o risoto de camarão trufado, o polvo (que era o prato do dia), a costela de cordeiro com mini gnochi e a codorna recheada (o prato que foi feito especialmente para o FHC). Todos eram bem deliciosos, mas eu ameeei o risoto. Foi o meu prato preferido. O polvo também estava delicioso, e fica aqui a minha campanha pra ele entrar no cardápio fixo.

chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblonchez claude coisas que amamos onde comer no rio leblon

De sobremesa, íamos pedir só o famoso bolo da Tia Bia que nada mais é do que chocolate, espuma de chantilly e biscoitinhos. Mas pedimos também uma sobremesa de banana com doce de leite que era de cair o queixo.

Resumo do jantar: AMAMOS! Acho que vale super a pena a espera, não só pela boa comida mas também pelo ambiente muito agradável e pelo ótimo serviço. Ah! O preço é justo. Nada absurdo.

chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblon chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblonComo não poderia deixar de ser, o local já é super concorrido e se você quiser conhecer, prepare-se para ficar boas 2h na fila independente do dia da semana que você for. Mas entenda, de forma alguma estou dizendo que não vale a pena. Pelo contrário, acho sim que você tem que se preparar e aproveitar uma noite por lá. Você não vai se arrepender.

Dica: Tente ligar para lá e colocar seu nome na fila pelo telefone. Eles vão enviar um SMS com um link para acompanhamento da fila. Dessa forma você espera, mas não precisa necessariamente ficar lá por 2h até chegar a sua vez. Mas lembre-se que quando eles chamarem seu número você tem que estar lá ou chegar em 5 minutos. Essa é a tolerância que eles dão. Nada mais justo, né?!

chez claude coisas que amamos onde comer no rio leblonServiço:
Chez Claude
Rua Conde de Bernadotte, 26 – Leblon
Telefone: (21) 3579-1185

02
maio 2017

Yummy Tip: Azur

onde comer com vista no rio azur leblonTaí uma dica ótima para turistas, cariocas, gringos e pessoas que gostam de comer bem. Conheci o Azur há dois finais de semana e me encantei. Ele é mais um dos quiosques renovados da praia do Leblon, porém, com um diferencial: ele tem sua cozinha assinada por um renomado chef de cozinha. Pedro Artagão, o responsável pelos comes e bebes servidos no Azur, é também o dono de outros grandes nomes da culinária carioca como Irajá Gastrô (aquele do melhor e mais famoso bolo de chocolate do Rio), Formidable Bistrot e Cozinha Artagão. Sabem o que isso significa? Um lugar de muito boa comida!

Fui almoçar lá despretensiosamente depois de um pulinho na praia e que programa gostoso. Tão bom que voltei na Páscoa com a família. O local, nas duas ocasiões, estava cheio, claro, mas logo conseguimos uma mesa para sentar e começar a farra. O atendimento foi ótimo. Desde o momento de espera do lado de fora do quiosque até lá dentro quando já estávamos comendo. Todos, sem exceção, foram muito prestativos e eficientes. Exatamente, como eu acredito que tenha que ser o atendimento de um bom restaurante.

onde comer com vista no rio azur leblon onde comer com vista no rio azur leblonO cardápio é bem brasileiro e oferece muitas opções com frutos do mar. As comidinhas de balcão são carinhas, mas muito gostosas. Experimentamos os pasteis de siri, camarão e palmito (R$14/cada) e todos estavam ótimos. Para os pratos principais, escolhemos moqueca de peixe (R$140) e bobó de camarão (R$160), eu comi um pouco dos dois e posso falar, estavam deliciosos.

Só não vou dizer que achei os pratos caros, porque eles serviram muito bem 3 pessoas, ou seja, dividimos os dois pratos por seis pessoas e saímos todos muito satisfeitos. Em geral os pratos acompanham arroz branco, farofa de dendê e pirão. Os acompanhamentos são pequenos, mas os gentis garçons nos trouxeram aquele reforço quando o acompanhamento acabou sem cobrar a mais por isso. Mais um ponto para o restaurante.

onde comer com vista no rio azur leblononde comer com vista no rio azur leblonA carta de vinhos foi uma das únicas coisas que achamos que era um ponto negativo do lugar. Os vinhos são caros. O mais barato custa R$128. Sei que talvez a ideia do quiosque não seja receber jovens beberrões de vinho, mas podiam pesar um pouco menos a mão no preço das garrafas para segurar um pouco mais a clientela do almoço por lá… Fica ai a dica! hehehehe

Outro ponto negativo que pode facilmente ser mudado é a música que toca por lá. Na primeira vez ela incomodou pouco, mas na Páscoa estava nas alturas e tocando uma música meio bate-estaca, super nada a ver com o clima e com o ambiente do lugar.

Resumo da história: valeu muito a pena conhecer o Azur, experimentar a deliciosa comida e fazer esse programa tão gostoso. Espero que os governantes do Rio vejam como os cariocas são carentes de locais assim e continuem reformando e expandindo os quiosques da orla, da Lagoa Rodrigo de Freitas e criem mais áreas com espaço para uma boa comida e um ambiente super agradável com esse (aliás, o Jardim de Alah está alí doido para ser mais bem aproveitado hein!). Aprovadíssimo!

Serviço:
Quiosque Azur
Av. Delfim Moreira, S/N, Posto 11 | Leblon.