07
ago 2017

Bem-vinda Victoria!

parto victoria coisas que amamos parto nathalia tosto10 de julho, o dia mais especial da minha vida. Acho que falar isso pode parecer clichê, se bobear até é mesmo. Mas foram 9 meses esperando por esse dia, 9 meses esperando pra ver a sua carinha, 9 meses com medo (bobo eu sei) do parto e desse momento, 9 meses com as emoções à flor da pele e a ansiedade a mil, 9 meses de espera por você!

Bom, mas antes de começar (ou de terminar) as declarações de amor vou contar pra vocês como foi o meu parto e como tudo aconteceu no tão esperado dia do nascimento da Victoria.

Acordei na 2ª feira, dia 10 de julho, como um dia normal. Estava planejando fazer algumas coisas do blog, cortar os cabelos e preparar umas comidas pra deixar congeladas pro meu período pós parto. Após a primeira ida ao banheiro, imaginei que os planos poderiam mudar. Um pequeno sangramento me deixou alerta e fez com que eu e Alexandre fossemos parar no consultório do obstetra.

parto victoria coisas que amamos parto nathalia tostoApós identificar que a minha bolsa tinha rompido na parte de cima (sim, Victoria MMA provavelmente fez algum movimento mais brusco e rompeu a bolsa no alto, por isso, não teve aquele dramalhão de cinema de água caindo para todos os lados e deixando todos a postos para ir para o hospital), saímos do consultório do obstetra direto para o hospital. Já tinha colocado as coisas da maternidade no carro afinal, sou virginiana e prefiro estar sempre preparada para o que der e vier.

Chegando lá o processo foi rápido. Fizemos a internação, avisamos aos familiares e em pouco tempo eu já estava a caminho da sala de cirurgia. Tudo aconteceu de forma tão calma e tão tranquila, muito diferente do que eu havia imaginado. Não fiquei com medo, não fiquei
tensa, não chorei (antes da hora), nada. Foi uma experiência bem legal e diferente do que eu imaginei.

Do momento em que começaram a fazer a cesárea até a Victoria nascer, foram poucos minutos. Me lembro da emoção e da alegria, do chorinho dela, do momento em que o pediatra disse que ela estava bem e era perfeita, mas lembro principalmente do momento em que ela se acalmou quando colocaram ela no meu colo e tivemos nosso primeiro contato. Foi a maior emoção do mundo. É realmente inexplicável. (Olha ai, mais um clichê!)

parto victoria coisas que amamos parto nathalia tosto
(Bem inchadinha ainda, no dia seguinte que nasceu!)

Antes que comecem as perguntas: sim foi cesárea. Não, não era minha primeira opção. Na minha situação não tínhamos nem como tentar normal, eu não entrei oficialmente em trabalho de parto, não tive dilatação e ela estava muito alta. Eu também não era/estava uma normal-maníaca. Se rolasse, ótimo. Se não rolasse, tudo bem também.

Bom, de lá pra cá aprendi a amar incondicionalmente, aprendi que chorar faz parte (tanto pra ela quanto pra mim), aprendi que o puerpério é real e atinge todo mundo, aprendi que baby blues existe, aprendi que dou conta e sou muito mais capaz do que eu podia imaginar, aprendi que levar pontos é mais fácil do que ouvi-la chorar, aprendi que em apenas 20 dias de vida dela já aprendi mais do que em 31 anos da minha vida.

Bem-vinda Victoria. Bem-vinda meu amor!

Mais um video no ar no CqA TV. Dessa vez, resolvi gravar a tag que está bombando na internet e nas redes sociais: 50 fatos sobre mim. Sabem de uma coisa? Achei que seria bem mais fácil reunir todos os itens a meu respeito e até que não foi. Tive que pensa e repensar antes de conseguir gravar esse video.

Ando meio sem criatividade com relação aos videos que eu gravo e queria muito saber o que vocês gostam de ver e o que querem que eu mostre nos videos. Será que podem me ajudar?! Afinal, tudo isso aqui é pra vocês.

E ai? Acham que agora vocês me conhecem um pouco melhor? Até eu acho que me conheço melhor! (Aliás, vou mandar o alexandre ver esse video também! hahahah). Gostaram?

Então, não esqueçam de curtir e dar o joinha de vocês, e claro, de se inscrever no canal. Quem tá inscrito assiste sempre primeiro.

Adooooooro gravar tags e assumo que achei que essa seria beeeem mais difícil do que foi. Falo demais e usar uma única palavra para expressar certas coisas é missão impossível para alguém tão falante como eu. De qualquer forma, achei que a tentativa foi super válida e eu curti o resultado final. É uma forma legal de vocês me conhecerem um pouquinho mais né?!

Nem preciso comentar que estraguei tudo com essa iluminação porcaria que eu improvisei né? Fiz sombra no rosto, a maquiagem ficou estranha, a pele tá brilhando… uma coisa horrorosa, mas o que vale é a intenção, certo? Depois desse #fail já estou providenciando uma iluminação bacana para gravar os videos para vocês! =)

Agora tô tomando coragem para gravar aquela outra tag de 50 perguntas em 5 minutos. Será que eu consigo? Acho que não hein! Apesar de ter visto muita gente conseguir, acho que não sou capaz. Falar é o meu dom! hahahahahahah

Se vocês gostaram desse video não deixem de curtir e de se inscrever no canal. Eu publico os videos no youtube antes, portanto, quem tá escrito assiste sempre primeiro!

Finalmente voltei aqui para falar sobre um assunto que, com certeza, é a realização do sonho de muitas noivas: o vestido. A minha história com vestido de noiva começou em 2008 (bem antes de eu ficar noiva de fato!). Estava em um salão fazendo as unhas quando vi um vestido de noiva maravilhoso. Não pensei duas vezes, pedi a dona do salão para arrancar aquela folha da revista e guardei… guardei até 2013 quando fiquei noiva e revi pela primeira vez, desde 2008, o vestido dos meus sonhos.coisas que amamos vestido de noiva nathalia tosto carol hungria 1Quando vi a foto não tive dúvidas de que era ele mesmo. Cheguei a visitar algumas lojas de vestidos de noiva para experimentar modelos diversos e ver como ficavam no meu corpo, mas o tal vestido de 2008 não saia da minha cabeça. Não achei nada pronto que realmente me agradasse, então, não pensei duas vezes e corri na Carol Hungria com meu vestido recortado pedindo que ela criasse algo parecido pra mim.

Sai de lá tão feliz e satisfeita com o desenho do meu vestido que consegui entender aquela coisa de chorar quando você acha o seu “vestido ideal”. Eu não cheguei a chorar, mas tive certeza de que aquele era o modelo perfeito para mim.coisas que amamos diário de noiva vestido carol hungria nathalia tosto 1Desse momento em diante foram vááááárias provas (acho que fiz umas 5 ou 6) e, a cada prova, via o vestido melhorando e se tornando realidade. Tirando o dia da entrega, em que você vê o vestido completamente pronto, o dia que mais me marcou foi o dia em que eu vi toda a renda aplicada nele. Fiquei realmente encantada e foi nessa hora que eu me apaixonei completamente pelo meu vestido.

coisas que amamos diário de noiva vestido carol hungria nathalia tosto 2A partir daí foi tudo correndo bem até o momento em que eu experimentei a primeira alça que eu tinha escolhido. ODIEI! Falei pra Carol que eu não tinha gostado do modelo que eu mesma tinha escolhido e sem pestanejar, ela e a equipe incrível dela, começaram a fazer vários modelos de alça para eu escolher. Saí de lá nesse dia (e em vários outros) sem conseguir escolher como seria a alça/manga do meu vestido.

No final das contas acabei escolhendo a alça de pérolas por “insistência” da Carol que não parava de dizer o quanto ia ficar lindo. Só acreditei, de verdade, no dia da entrega quando eu vi tudo pronto e morri de amores. Foi a alça mais linda que eu poderia ter no meu vestido. Fiquei completamente apaixonada mesmo. Não parava de olhar e estava me achando a ryqueza em forma de noiva! hahahahahah

coisas que amamos diário de noiva vestido carol hungria nathalia tosto 3A minha experiência de mandar fazer um vestido foi perfeita. É difícil pra quem (como eu) tem dificuldade de imaginar as coisas prontas, mas valeu muito a pena. Eu amei! Amei de verdade! E claro, que tenho que agradecer MUITO a Carol Hungria e a toda sua equipe (beijos especial pra Ana e pras Marias) que conseguiram transformar meu sonho em realidade! <3 #muitoamor

Fotos: Mommy e Gal Oliveira