abertura das Olimpíadas Rio 2016Sério, talvez vocês não tenham noção do quanto eu me esforcei para conseguir esses ingressos da abertura das Olimpíadas. Sabe quando você se dedica e dá o sangue para conseguir uma coisa. Era eu correndo atrás desses ingressos. Sabia que seria difícil, sabia que seria caro, sabia que talvez fosse impossível, mas eu só ia desistir depois de tentar. E tentar MUITO! Depois de muitas tentativas eu consegui.

Assumo que em alguns momentos me arrependi e pensei em desistir. Paguei caro nos ingressos. Pelo menos, caro pra mim. Pensava se valia a pena gastar tanto em uma única noite. Uma noite de Olimpíadas, de esporte, coisa que eu nem sou tão ligada assim. Pensava que podia estar correndo risco de sofrer algum atentado terrorista. Afinal, durante algum tempo esse foi um assunto recorrente. Pensava no perrengue que seria ir e vir e como talvez fosse mais legal ver junto com todos os meus amigos. Foram pensamentos que passaram rápido pela minha cabeça, e foram embora. Ainda bem. Porque eu fui. E foi apenas INCRÍVEL!abertura das Olimpíadas Rio 2016Até chegar lá eu não tinha me dado conta de que estava participando de um momento super histórico não só pro meu país e pra minha cidade, mas pra minha história. Muito provavelmente nunca mais vou ver uma abertura de Olimpíada no Rio, e se bobear, nem no Brasil. Foi histórico sim e isso fez com que a experiência como um todo fosse ainda mais maravilhosa.

Cheguei cedo, não passei nenhum perrengue para entrar, não tive dificuldade para comprar bebidas, achei meu lugar com facilidade e ainda consegui trocar pois o lugar que eu estava tinham algumas pilastras que atrapalhavam a visão. O pessoal do stand de tickets foi super prestativo e nos ajudou a trocar numa boa, nos deram novos ingressos e nos levaram até os novos lugares. Ou seja, tudo ótimo.abertura das Olimpíadas Rio 2016 abertura das Olimpíadas Rio 2016abertura das Olimpíadas Rio 2016Na hora que o show começou aquela emoção bateu né… uma mistura de sentimentos, de emoções, de expectativas… E claro, ficamos embasbacados, de queixo caído e amamos cada segundo da cerimônia. Foi lindo. Foi histórico. Foi emocionante. E eu estava lá. Eu vivi isso.

A ideia desse post era só mostrar pra vocês que eu achei incrível. Achei que foi super carioca, como tinha que ser. Achei que teve o toque de brasilidade na medida certa. Achei que Anitta arrasou (e olha que nem sou fã dela hein!). Adorei o funk, a MPB, o rpa e o samba juntos e misturados. Achei a cara do Rio. Achei que Gisele musou como nunca antes na vida dela. Tava maravilhosa. Adorei ainda mais o 14 Bis voando e deixando os americanos irritadinhos. A festa foi nossa. Toda nossa. Enfim, difícil reclamar de alguma coisa. Achei realmente maravilhosa.abertura das Olimpíadas Rio 2016abertura das Olimpíadas Rio 2016Esse post, diferente da maioria dos posts que eu faço por aqui, é só pra deixar registrado aqui, no meu blog, que eu vivi esse momento histórico. É pra compartilhar com quem não pode ir a emoção que eu senti. É pra mostrar praqueles que me seguem e gostam de ver as minhas perspectivas das coisas o que eu achei. É pra que eu não me esqueça nunca desse sentimento que eu senti. Foi incrível! Parabéns a todos os envolvidos, vocês arrasaram!

Quem já me acompanha aqui no blog há algum tempo já deve estar cansado de saber que sou o tipo de pessoa vive em dieta constante, entrando e saindo, entrando novamente e furando… sou dessas e não posso negar. Tem épocas que a onda da dieta é mais forte, tem outras épocas que fica mais fraca… agora estou na onda da mudança de alimentação. Evitando carboidratos a noite e comendo melhor (pelo menos durante a semana!).

Nessa “brincadeira” descobri alguns livros de receita bem legais que estão me ajudado super a seguir na dieta, experimentar novos alimentos e variar o cardápio. Selecionei os meus top 3 preferidos de agora:

Dieta Italiana: Peguei essa indicação no snapchat da Carol Buffara. Achei a ideia incrível. Fazer dieta e ainda comer comida italiana, parece perfeito. De fato eles ensinam todo o passo a passo da dieta italiana, aquela cheia de saladas, legumes, verduras e claro, massas. Ensinam várias receitas, dão dicas de como se alimentar melhor e como seguir a dieta e o estilo de vida dos italianos. A ideia é boa, varias receitas são ótimas e super fáceis de aproveitar, porém, é necessário ter cautela pois quem faz dieta low carb ou paleo vai ter problemas aqui. | Vende aqui.


Autêntica Culinária Francesa:
Outra indicação da Carol que eu adorei. O livro ensina várias receitas bacanas e o que eu estou mais usando são as formas diferentes de preparar as proteínas. É bem legal variar e o livro ensina super bem isso. As sopas são outro forte desse livro. Adoroooo e já fiz mais de uma vez a tradicional sopa de cebola, que eu amo! | Vende aqui.

Culinária Chinesa: Assumo, comprei esse livro porque ele estava suuuuper na promoção e foi baratérrimo. Mas não é que as receitas me surpreenderam!? Ótimas dicas de como preparar as proteínas de forma diferente, misturando com legumes e dando aquele toque chinês, que eu pessoalmente, amo.

Gostaram? Minha outra dica super rápida é o insta que printa as melhores coisas do snap da Carol Buffara. Ela posta receitas deliciosas e essa pode ser uma outra fonte legal de ideias para você. #ficaadica

08
jul 2016

Museu do Amanhã

IMG_5581No início dessa semana tive a oportunidade de ir ao Museu do Amanhã. Era um programa que eu queria muito fazer mas por algum motivo sempre adiava… Aproveitei um almoço, me juntei com duas amigas e fomos conhecer o mais novo museu do Rio.

Pra experiência ficar completa, fomos de VLT. Aproveitamos que ele ainda está gratuito e passeamos um pouquinho pelo centro do Rio, até chegar na estação Praça dos Museus. Esse nome não é a toa, além do Museu do Amanhã você encontra também o Museu de Arte do Rio (MAR), bem pertinho.

IMG_5647IMG_5535Não resisti a piadinha… hahahaha

Logo que você sai do VLT já encontra o icônico símbolo #cidadeolímpica que virou piada. É inevitável, já nesse primeiro momento, não se encantar com a beleza do lugar. Sabe quando tudo casa muito bem? Natureza, estrutura, cores, design… é impressionante.

Fomos numa terça-feira, quando a entrada é gratuita. Nos outros dias da semana você paga R$10 (adulto) ou R$16 o combo dos dois museus. Primeira parada dentro do museu: Cosmos. Um video em 360º que fala sobre o universo e as nossas origens. Uma das principais atrações do local.

IMG_5557IMG_5547 IMG_5536Lá dentro passamos por diversos ambientes. A sala do Antropoceno, que também é super interessante, trata um pouco sobre a era dos humanos. Daí em diante você vai caminhando e vendo ambientes e salas que falam sobre convivência, natureza, futuro… Tudo de forma muito fluida, natural e claro, muito moderna.

Mas não posso negar que a parte de fora do museu foi a que mais me encantou. Que lugar fotogênico. Tudo é lindo por lá! De todos os ângulo, em qualquer posição, garanto que suas fotos vão ficar incríveis e que você vai voltar de lá tão encantado quanto eu voltei.

IMG_5586 IMG_5578

Museu do Amanhã
Praça Mauá, 1 – Centro
(21) 3812-1812
Venda online: clique aqui

Quem me acompanha no snap está careca de saber que fiquei doida lendo “Palácio de Inverno”. Postei por lá algumas vezes isso e contei que a minha maior motivação para ler foi o meu próximo destino de férias (fácil descobrir né?). Quando comecei a pesquisar sobre a viagem, 10 em cada 10 blogs indicavam essa leitura. Não resisti e comprei o livro e já comecei a ler no mesmo dia…

Eu já estava animada pra ler por conta da viagem e fiquei ainda mais quando me dei conta de que Jonh Boyne é o mesmo autor do “Menino do Pijama Listrado”, que eu amei. Pronto, não precisava de nenhuma motivação extra. Acabei de ler o livro agora em San Andres e gostei muito.

Sinopse: Na primeira vez em que alterou o curso da história, em 1915, o então jovem camponês russo Geórgui Jachmenev conseguiu impedir um atentado à vida do grão-duque Nicolau Nicolaievitch, irmão do czar. Esse involuntário ato de bravura acaba por assegurar a Geórgui um lugar de honra na corte de Nicolau II, que nomeia guarda-costas pessoal de seu filho, o também adolescente Alexei Romanov.  Em 1981, agora cidadão britânico e funcionário aposentado da biblioteca do Museu Britânico, o octogenário Jachmenev, enquanto vela pela saúde da esposa Zoia, que vive os últimos estágios de um câncer devastador, deixa a memória flutuar, recordando aleatoriamente os fatos de sua vida, grande parte deles ligados diretamente a eventos históricos que transformaram o século XX. Rasputin, Winston Churchill, um amigo de Charles Chaplin, o último czar russo e outros personagens históricos de vulto misturaram-se às pessoas comuns do imaginário de Jachmenev, à medida em que sua memória vai aproximando os dois momentos mais importantes de sua trajetória, aquele em que conquistou o amor de sua vida e aquele em que está prestes a perdê-lo de forma definitiva.

Assumo que a sinopse não estimula muito a leitura, mas garanto que vocês vão gostar. É uma história fácil de ler, gostosa, que como de costume do autor, vai e volta, passado e presente se misturam… Se você gosta de história, melhor ainda. Entendam… não é um livro histórico, mas certamente toda a historia real se mistura com a ficção. Adoro isso. Outra coisa bacana que chamou a minha atenção é a forma como o autor foca a história nas tramas da vida do personagem principal.

Enfim, o livro é ótimo e certamente vale a leitura. Se vocês se interessarem, achei para vender aqui (o mais barato!), aqui e aqui.

Foto: Resenhando de Pijama