Conhecer Niagara Falls nunca esteve na minha listas de prioridades, mas assumo que depois que estive em Foz do Iguaçu (e me apaixonei) o desejo de ver mais uma grandiosidade da natureza aumentou, e muito.

Com a nossa ida para o Canadá definida, resolvemos que iríamos a Niagara Falls, nem que fosse apenas para dar um check e conferir se o lugar era mesmo tão bonito como falavam. Ainda bem que fomos. É uma beleza totalmente diferente de Foz, aliás, isso vai virar post em breve, mas é muito lindo sim.

A CATARATA

As Cataratas do Niágara ficam exatamente na divisa entre os Estados Unidos e o Canadá. De um lado Ontario, do outro lado o estado de Nova York. A Catarata é composta por três grupos de cachoeiras: as canadenses, as americanas e o véu da noiva.

Apesar de não ser excepcionalmente alta, as Cataratas do Niágara são muito largas, sendo facilmente a mais volumosa queda d’ água localizada na América do Norte. Quando o volume de água é alto, cerca de 168 mil m³ de água cai das quedas cada minuto.

Uma curiosidade: Niágara significa trovoada das águas. E quem a nomeou assim, foram desbravadores europeus que estavam na região disputando terras com os índios.

COMO CHEGAR

Sem dúvidas a melhor forma de chegar a Niagara Falls, pelo lado canadense, é alugar um carro. Dessa forma você tem mais liberdade para ir e vir a hora que quiser, parar no caminho, conhecer outros lugares e claro, ter o seu tempo ali nas Cataratas. Sem dúvidas a opção mais rápida e prática. Foi como fizemos e foi bem tranquilo.

Saindo de Toronto você pode também ir de ônibus. As empresas Megabus e Greyhound levam até a cidade. O valor da passagem é em média CAD20, cada perna. Chegando na rodoviária você terá que fazer uma caminhada de mais ou menos 4km para chegar as cataratas ou pegar um taxi.

Contratar um shuttle também é uma boa opção. Eu indico a Diana, da Intermundo Canadá (+1 647 569 6560). Foi ela nos atendeu em Toronto, tem carro grande, fala português, tem cadeirinha para colocar no carro se você tiver um bebê e é um amor de pessoa.

ONDE FICAR

A minha melhor sugestão e recomendação para você é: hospede-se em Niagara on the Lake. A cidade fica a 20 minutos de Niagara Falls e é uma gracinha. Muito mais agradável para ficar. De qualquer forma, como sei que as vezes não conseguimos montar o nosso roteiro de viagem exatamente como queremos selecionei alguns hotéis nas duas cidades para você.

  • Niagara Falls

Aqui tem taaaanta opção de hotel, que achei melhor selecionar alguns de rede que eu conheço e que sei que são bons ou tem bom preço. Na hora de tomar a sua decisão acho que vale pensar da seguinte forma: prefiro ter vista (ou estar bem perto) da catarata e mais afastado um pouco da rua principal ou vice e versa? Tomando essa decisão você escolhe entre algum desses hotéis aqui.

Sheraton on the Falls | Best Western Fallsview | Radisson Fallsview | Holliday Inn | Hilton

Se por acaso nenhum desses hotéis te atender, você pode ver outras opções clicando aqui.

Foto da galeria desta acomodaçãoFoto da galeria desta acomodação

  • Niagara on the Lake

Riverbend Inn: Foi o hotel que nos hospedamos. Ele não fica exatamente no centrinho, mas é em uma vinícola e tem um restaurante delicioso com uma vista de cair o queixo.

Pillar and Post Inn and Spa: Ótima opção para quem vai no inverno pois o spa deles é uma delicia e eles são super bem localizados.

Prince of Wales: Um dos hotéis mais procurados da cidade. Fica super bem localizado na esquina de maior movimento da cidade.

The Charles Hotel, Somerset e 124 Queen Hotel são outras ótimas opções super bem localizadas na cidade. Pertinho dos restaurantes, lojas e claro, do lago. Se quiser ver mais opções de hotéis, pousadas e apartamentos em Niagara on the Lake, clique aqui.

Foto da galeria desta acomodaçãoFoto da galeria desta acomodação

O QUE FAZER

Acho que aqui não preciso falar muito né? Você vai andar muuuuito pelo calçadão que beira as cataratas, tirar milhares de fotos, admirar os barquinhos que chegam super perto da queda d´água, passear, passear e passear. Esse é um programa pra fazer com calma, pra admirar a natureza. Se você, como eu, só vai passear pelo calçadão. Em uma manhã você consegue ir e vir com bastante calma, fazendo muitas fotos e parando para admirar a paisagem a cada passo.

Se você quer um pouco mais de emoção e está indo visitar as Cataratas no verão, pode fazer os passeios de barco. O Maid of Mist é o barco da empresa Hornblower que te leva bem pertinho das quedas e sai do lado canadense. Junto com seu ticket você ganha uma capa de chupa, que serve apenas para ilustrar porque mesmo com ela você vai sair completamente encharcado. Prepare-se. Ah! Se você costuma enjoar em barco, pense duas vezes. Li em todos os blogs que os barco balançam muito.

Outro programa super interessante para fazer por lá é o “Journey Behind de Falls“. O programa nada mais é do que passear por túneis construídos em 1846 e chegar a uma plataforma na parte inferior da Horseshoe Fall, a maior queda de Niágara.

Outro programa bastante procurado por lá é a Skylon Tower. Uma torre de observação com 160m e uma excelente vista para as Cataratas. Pessoalmente, achei ela um pouco detonada e não tive muito interesse em subir.

Last but not least… o sobrevôo de helicóptero. Eu achei o vôo suuuuper legal. Amo fazer esse tipo de programa que te dá uma perspectiva totalmente diferente do lugar. Ver as Cataratas do alto foi incrível. O vôo é bem rápido em 15 minutos você faz o passeio, e o piloto pode fazer com emoção se você (e as outras pessoas do vôo quiserem). No meu helicóptero tinham várias crianças que amaram isso.

Você pega o helicóptero na sede da Niagara Helicopters, a empresa oficial dos vôos na região. Ela fica a uns 15 minutos de carro da Catarata em si. O vôo começa ali, passa por cima da hidrelétrica, vai sobrevoando o rio até chegar em cima das Cataratas de fato. Ali o piloto voa em 8 para todo mundo do helicóptero tenha uma boa visão da Catarata. Bem legal!

DICAS

Uma das coisas que me falaram assim que eu estava chegando lá foi a respeito do estacionamento. Parar o carro por lá é super caro. O estacionamento “público” cobra mais ou menos CAD25 e os cassinos cobram CAD20. Ou seja, uma graninha alta. A dica é: procure pelo ihop que fica logo no alto da rua em que está a torre de observação e estacione lá gratuitamente. Em menos de 5 minutos você vai estar nas Cataratas e não vai precisar pagar uma fortuna para parar o carro.

Outra dica legal é sobre o horário de visitação. Quanto mais cedo você chegar, mais vazio vai estar e mais fácil vai ser fazer fotos sem ninguém por perto. O lado ruim disso? A luminosidade pode não ser a melhor. Quanto mais para o meio dia, mais verdinha fica a água pois o sol bate de cima na Catarata.

Se você só for andar pelo calçadão não se preocupe em levar roupa extra, por lá você não vai ficar tão molhado. Mas se resolver fazer os passeios de barco ou o que vai embaixo da queda d´água prepare-se para ficar encharcado e precisar trocar de roupa depois.

Se você tiver tempo de sobra passeio um pouco pela cidade de Niagara Falls. Sim, apesar desse ser o nome da Catarata é também o nome da cidade. Lá é uma cidade com vida noturna, cassinos, restaurantes e muito turismo. Mas se você estiver com o tempinho contado, faça suas fotos e corra para Niagara on the Lake, você vai se apaixonar.

Para ler mais posts sobre o Canadá clique abaixo: