Tag Archives: blog

Outro dia estava lendo as notícias dos companheiros de blog da RBBV e me deparei com esse post aqui da Juliana. Exatamente com o mesmo título do meu, na verdade, copiei o título dela por um único motivo: acho que é um assunto que vale ser amplamente conversado. Muita gente não sabe, mas um único clique pode ajudar (e muito) aquele blog que você adora.

1. Use e abuse das Redes Sociais

Não sei se vocês sabem, mas blogs vivem de números. Eles são extremamente importantes pra gente. Número de curtidas, de seguidores, de inscritos, de compartilhamentos… tudo isso é muito importante para um blogueiros. São esses números que fazem com que a gente “venda” os espaços publicitários no nosso blog. Por isso, se tiver a oportunidade, se gostar do que está vendo, se achar que é uma dica bacana: curta, compartilhe, divulgue e passe adiante.

Facebook | Instagram | Youtube | Snapchat (@coisasu)

2. Faça suas reservas/compras pelos parceiros do seu blog querido

Os blogueiros costumar fechar parcerias com marcas e empresas bacanas, e isso normalmente, gera um retorno pra eles sem gerar nenhum custo extra pra você. Por isso, se você tiver a oportunidade de comprar pelos parceiros do blog ou fazer reservas pelos banner e links indicados, façam. Você com toda certeza vai estar fazendo um blogueiro feliz e gerando uma rendinha legal para o blog se manter. Nós agradecemos.

comissão booking hotel minicomissão real seguro minicomissão rentcars carro mini

3. Acesse o blog, de fato.

Estar presente nas redes sociais é importante, mas acessar o site é totalmente fundamental. É através das estatísticas dele que seguimos adiante em um projeto, que conseguimos entender os assuntos preferidos de vocês e ainda, que podemos mostrar para novos parceiros como vocês, leitores, curtem aquilo que a gente posta. Por isso, por mais dicas legais que você nas nossas redes sociais, não deixe de acessar o blog.

4. Dê a sua opinião

Acho que comentar nos posts do blog é muito bacana. Não só para tirar dúvidas de um assunto específico, mas também para  dar a sua opinião. Seja para elogiar um post, para criticar o layout ou para complementar alguma coisa que você leu. Essa interação entre a gente é muito legal. Eu pessoalmente adoro saber que meus posts estão ajudando alguém a organizar uma viagem ou que aquela dica de maquiagem foi ótima para uma das minhas leitoras. Comentem, falem, mostrem a sua opinião. O blog é feito para vocês. Ninguém melhor do que os leitores para comentar, criticar ou elogiar o nosso trabalho.

5. Entendam que blog também é trabalho

Muita gente acha que blog é apenas um entretenimento. Gente, não é. Blog é trabalho. Ser blogueira exige muita esforço e dedicação das pessoas. São horas e horas na frente do computador preparando posts, atualizando as redes sociais, criando pautas interessantes e pensando em tudo que vocês podem querer ver ali. Os anunciantes e parceiros, com o apoio de vocês (fazendo tudo isso ai encima) é que pagam por esse trabalho. Por isso, valorizem. Entendam que as vezes aquele publipost que você não curtiu muito, faz parte do trabalho e nem sempre podemos negar isso.

6. Compartilhe!

O compartilhamento é uma grande arma de divulgação para os blogs. Se você gostou do que leu, compartilhe. Assim, você passa adiante uma coisa bacana e ainda divulga o blog que você curte pros seus amigos. Solidariedade é tudo nessa vida né?! hahahaha =)

Ufa! Espero que eu tenha conseguido explicar pra vocês o nosso trabalho como blogueiros e que vocês tenham curtido esse post. Sei que mutos de vocês já sabiam de tudo isso e já faziam muitas dessas coisas, mas como sei que muita gente nem imagina o quanto uma curtida ou um compartilhamento é importante, achei válido “conversar” com vocês sobre isso.

Obrigada a todos os meus leitores e leitoras que curtem o que eu escrevo aqui e estão sempre me estimulando a dar o meu melhor. Graças a vocês (e para vocês) procuro sempre melhorar e fazer coisas cada vez mais bacanas.

dica constanza pascolato site

Hoje a minha dica é vapt vupt! Há pouco mais de um mês (salvo engano) a musa master Constanza Pascolato “inaugurou” seu espaço no mundo virtual. Cons criou um blog só pra ela. A ideia é falar um pouco do mundo da moda e do que mais der na telha. Desde que ela começou nesse mundo virtual não perdi um só post, mas a dica só veio agora por um motivo: ontem, no Fashion Rio, tive a oportunidade de tietar a diva e aproveitei para elogiar seu blog. Sabe o que ela me disse? “Jura que você gosta? Tanta gente me diz que não tenho mais o que fazer.”. Fiquei passada!

Pros que acham que ela escreve por que não tem o que fazer, leiam com mais atenção e entendam que mais do que moda, ela ensina vida, educação e classe. E quem, com todo o histórico bem sucedido que ela tem, passa isso através de um blog com não pode ser nada menos do que musa.

nathalia tosto e constanza pascolato

Já que o momento é de elogiar (não vou nem falar da classe dos looks dela, por que por mais que seja o clássico “mantôzinho” + legging, ela não erra nunca) aproveitei a oportunidade para tietar de verdade Constanza. A fofa, posou numa boa para a minha máquina e eu não podia perder a oportunidade de postar aqui pra vocês verem.

A essa hora, eu estou viajando e curtindo muito as terras européias, e por isso, quis fazer um post em que vocês pudessem sentir esse clima de viagem também. Mas dessa vez não vai ser comigo, vai ser com a brasileira radicada em Londres, Adriana Miller. A Dri (como é conhecida) é a responsável pelo viciante Dri Everywhere, onde ela conta um pouquinho de suas viagem e de seu dia a dia em Londres. Por isso, resolvi conversar com ela e deixar que ela mesma conte para vocês de onde veio tudo isso.

Como e por que surgiu a idéia de criar o Dri Everywhere?
O blog foi sugestão de uma amiga umas semanas antes da minha mudança para Itália, em abril de 2004. Eu nunca tinha ouvido falar em blogs, e acha tudo muito coisa de nerd! Mas ela me “apresentou” a outros blogs de viagem e vi que seria muito mais prático atualizar uma única página com as novidades da viagem e da nova vida na Europa doque ficar mandando e-mails individuais para todos os amigos e família. Mas nessa época ninguém lia blogs e quase não existiam muitos blogs por aí. Então o interesse das pessoas que me conheciam foi diminuindo pouco a pouco com o passar dos meses, até que resolvi que realmente gostava dessa coisa de escrever um “diário virtual” e decidi manter o blog vivo para mim mesma. Foi um pouco assustador quando me dei conta que pessoas totalmente estranhas, que eu não conhecia, liam meu blog e sabiam tudo sobre a minha vida!

Da onde vem esse seu amor por viagens?
Do meu pai! Ele sempre viajou muito, morou fora do Brasil muitos anos quando era estudante e eu adorava ouvir suas historias de viagens, ver suas fotos, etc. E como familia também sempre viajamos bastante, e qualquer ocasião era uma desculpa para planejar mais uma viagem. Acho que eu era a única criança da escola que trocava todos os presentes de aniversário e Natal por viagens! Algumas de minhas melhores memórias de infância e adolescencia são as viagens que fiz com minha familia de carro pelo Brasil, EUA e Europa.

Seu encanto por beleza e moda, surgiu nessas viagens ou você sempre foi vaidosa? (Pra quem não sabe, a Dri também é dona do Beauty Everywhere, sobre beauté!)
Eu sempre fui a perua da família, o que sempre foi motivo de gozação! Inventava mil máscaras caseiras para peles e cabelo, me lambuzava de filtro de solar para nao ter rugas aos 17 anos enquanto minhas amigas tostavam na praia, e fazia a maquiagem das amigas antes das festas! Mas definitivamente morar fora e viajar tanto abriu bastante meus horizontes em relação a padrões de beleza e os mais variados tipos de beleza que existem no mundo. Vejo nitidamente que os blogs brasileiros e americanos são muito mais “mente fechada” para moda e beleza do que os blogs europeus, por exemplo, e também não acho que beleza é apenas o que está estampado na capa das revistas, e sim aquilo que te faz sentir bem.

Você tem algum destino preferido?
Muitos! Acho a Ásia fascinante, e quero muito poder voltar e conhecer outros países da região.

De uns tempos para cá você vem investindo em viagens mais radicais como o Kilimanjaro. Isso é influência do maridão ou você já gostava desse tipo de viagem?
Kilimanjaro foi 100% influência dele! Eu também sou chegada numa “aventura”, mas minhas ideias sao mais estilo mochileiro, encarar trem na África, barco na Ásia, ônibus e tals. Ou seja, viagens sem o mínimo de glamour), mas escalar uma montanha desse nível nunca esteve nos meus planos e nunca imaginei que seria capaz de uma coisa dessas! Mas como ele adora alpinismo e já escalou algumas das montanhas mais altas do mundo, foi ele que deu a ideia e me incentivou o tempo todo. Mas apesar dos perrengues, adorei a experiência! A adrenalina e o sentimento de superação são indescritíveis, e já começamos a planejar a próxima aventura (uma trilha de 10 dias nos Himalaias)!

Qual a melhor viagem que você já fez e por que?
Ah! Tão difícil escolher. Cada viagem é especial por motivos diferentes e trazem lembranças boas por situações diferentes. Mas a viagem para Ásia na minha lua de mel sempre vai ter um lugar especial no meu coração! Conhecer a Ásia era um sonho antigo e a viagem foi maravilhosa! Acho que eu gostei tanto, justamente pois foi uma viagem onde fiz um pouco de tudo. De metrópoles ultra modernas a vilarejos no meio do nada, alguns perrengues e um pouco de mordomia, paisagens deslumbrantes e historia fascinante… cultura, boa comida, descanso e badalação. E tudo isso num lugar tão diferente de todas as nossas referências.

Qual o destino mais exótico que já visitou?
Vietnam! Eu achei que viajar pelo Vietnam seria bem tranquilo, afinal fomos a uma cidade grande (Hanoi), com infraestrutura turística e etc, mas me surprendi demais como tudo por la é tão diferente! E ainda mais diferente do que seus vizinhos Asiáticos que ja tinhamos conhecido. A cidade é um caos urbano, ninguém nos entendia, e também não entendíamos nada, as pessoas nos olhavam na rua como se fossemos dois ETs. Difícil explicar, mas nunca me senti tao “diferente” e “exótica” na vida.

Qual seu processo para organizar uma viagem?
Eu acredito que o segredo de qualquer viagem é um bom planejamento! É saber o que você gosta e o que não gosta de fazer – Eu, por exemplo, não tenho a menor vontade de fazer um cruzeiro, mas nao me incomodo nem um pouco de dormir num albergue de 3 dolares no Egito –  quanto tempo e quanto dinheiro pode gastar, e assim estabelecer metas e prioridades. Saber se planejar financeiramente e sempre ter uma “poupança de férias”. Tanta gente deixa de viajar porque acha que não tem dinheiro para isso, mas por outro lado torram seu salário em várias outras coisas tão sem valor.

Pode nos dar alguma dica de uma viajante “profissional”?
Gostar de pesquisar sobre os lugares e ser receptivo a novas culturas e costumes. Respeitar novos hábitos e novas religiões. Entender que viajar não é apenas uma oportunidade de fazer compras, e sim de abrir a mente e experenciar uma nova cultura, provar novas comidas, ultapassar limites (de medos, de paciência, de fobias, de frescuras…). E principalmente manter a mente bem aberta antes e durante a viagem. Já vi muita gente reclamando que planejou tanto e sonhou tanto com uma viagem que na hora ficou decepcionado pois não conseguiram fazer tudo que queriam, ou o clima estava ruim, ou determinado museu estava fechado, ou a foto nao ficou exatamente igual a do guia de viagem…

Pode nos adiantar a programação de 2011?
Ai, ai, ai… tantos planos e tão pouco tempo! A lista como sempre esta enorme, e tento planejar minhas viagens de acordo com dias de férias, dinheiro, feriados, visitas as famílias etc. Mas muitas das ideias iniciais vão mudando… Por enquanto as únicas viagens já compradas e marcadas são: Luxemburgo em Janeiro, Eslovênia em Março e Maldivas em Julho! Além de visitar nossas famílias no Brasil e nos EUA. Mas também estamos planejando as seguintes viagens (algumas são apenas viagens de fim de semana, outras são férias de 1 ou 2 semanas): Tunísia, Nepal/Índia, Romenia, Islandia, Ilha de Chipre, Portugal (Ilha da Madeira) e Milão.

Obrigada Dri! Adorei a entrevista e tenho certeza que todo mundo que acabou de ler isso também adorou! Agora é só animar, preparar a poupancinha de viagem e fazer parte das muitas pesquisas no Dri Everywhere.