Category Archives: Cultura

Sei que o que vou falar aqui não é muito novidade para ninguém, principalmente para as gravidinhas de plantão, mas como entrei nesse mundo recentemente e estou adorando as “novidades” resolvi compartilhar com vocês dois livros que eu estou lendo no momento e o que eu estou achando de cada um deles.

A Encantadora de Bebês: “O livro ensina como os pais devem agir com os seus filhos, desde as primeiras semanas de vida até os primeiros anos da infância. Apresenta técnicas que, além de facilitar o dia-a-dia dos pais de primeira viagem, acalmam os bebês e esclarecem dúvidas sobre a criação de crianças pequenas. Depois de lidar com mais de 5 mil crianças, neste livro Tracy ensina, de forma bem-humorada, a administrar ataques de cólicas, saber se a criança comeu o suficiente, por que o bebê não dorme direito, entre outras questões que afligem os pais. Além disso, ajuda a elaborar métodos para fazer com que os pequenos adquiram padrões regulares de sono, comecem a treinar o uso do vaso sanitário e evitem más-criações”.

Realmente o livro é meio que um beabá de criação dos filhos. Tracy sinaliza os tipos de bebês, como lidar com cada um deles, as mais variadas situações com filhos… Pessoalmente, estou achando o livro bem interessante. Gosto da forma como ela escreve, é didático mas ao mesmo tempo de leitura super leve. Ou seja, você lê, lê, lê e quando vê passaram 100 páginas e você não percebeu. Gosto disso.

Resultado de imagem para a encantadora de bebes(Foto fofa retirada do f-utilidades!)

Concordo em gênero, número e grau em várias coisas que ela fala com “não se deve deixar o bebe chorando para que ele aprenda”. Estou totalmente de acordo com essa frase. Algumas outras coisas, acho que só vou poder concordar ou discordar depois que a Victoria nascer e a minha criação começar de fato.

No geral, achei válido ler o livro. Dá uma sensação boa de preparo para o que vem pela frente. Sabe quando você chega numa prova tendo estudado a matéria completa? Então, é assim que eu me sinto. hahahahaha #nerd Se você tem tempo e paciência para estudar sobre o assunto, leia. Acho que você vai gostar.

Encontrei pra vender aquiaqui, aqui, aqui e aqui. A partir de R$60,21.

Crianças Francesas não Fazem Manha: “Uma jornalista americana vivendo em Paris resolve investigar quais são as diferenças na criação das crianças francesas que fazem com que elas pareçam tão mais calmas e educadas que as crianças americanas. Nos anos em que vive em Paris, Pamela engravida e passa a criar seus próprios filhos com algumas das premissas francesas de educação infantil. Ali, ela se percebe dividida entre seus próprios conceitos e aqueles adotados por essa nova cultura da qual ela e a família passam a fazer parte”.

Assumo que o livro não empolga muito. Dá um soninho e tem uma escrita que não ajuda muito, acho que por isso mesmo ainda não terminei de ler. Mas a ideia de entender a criação de crianças em outros lugares do mundo me enche os olhos. Vejo como nós, brasileiros, somos diferentes nesse quesito.

Resultado de imagem para crianças francesas não fazem manhaO que eu achei é que o livro é um pouco exagerado demais. Os franceses são endeusados por controlarem seus filhos, enquanto os americanos são taxados como péssimos pais por terem uma conduta completamente diferente. Concordo com muitas coisas que são ditas no livro, mas outras muitas me questiono inclusive se eram necessárias estar ali para alguém ler, de tão sem noção, na minha opinião, que são.

Pessoalmente, gosto de ler exatamente para conseguir distinguir o que acho legal aplicar e o que acho que não combina comigo e com o meu estilo de criação (ou aquilo que eu imagino que será o meu estilo de criação). Mas assumo que esperava mais do livro.

Encontrei para vender aqui, aqui, aqui e aqui. A partir de R$23.

Se vocês tiverem outras dicas e indicações de livros, deixem ai nos comentários tô amando ler tudo e ficar por dentro desse novo mundo que é a maternidade! =) Obrigada.

como usar bem o foco da sua máquina camilla cheade coisas que amamosPode apostar que em quase 100% das vezes que olhou uma foto você reparou primeiro onde tinha foco (se não ficou por ali um bom tempo olhando e depois foi procurar outras informações na imagem). Pois o ponto de foco é muito importante, mais importante ainda é fotografar consciente, almejando que a foto seja vista de acordo com a mensagem que queira passar.

É extremamente importante saber avaliar e mudar o seu ponto focal na fotografia, porque isso permite que você escolha o que está em foco e não a sua câmera.

como usar bem o foco da sua máquina camilla cheade coisas que amamos como usar bem o foco da sua máquina camilla cheade coisas que amamosA ideia não é mudar completamente para o foco manual. Eu, por exemplo, tiro fotos no foco automático, mas é legal saber escolher o seu ponto focal, e você pode fazer isso no foco automático. Lembrando que, dependendo do equipamento, a mudança do foco manual para o foco automático (e vice-versa) se faz ou no menu de configurações da câmera ou em um botãozinho na própria lente.

Para direcionar o seu ponto focal, coloque o “quadrado” ou “ponto” de foco no local escolhido para dar maior destaque. Pense na mensagem que quer passar, para que quem veja posteriormente a sua foto identifique imediatamente o que você quis comunicar. A dica para não perder o foco é ser capaz de ficar parado logo depois que definir o foco. A depender da abertura do diafragma o foco lentamente diminui quando você se afasta ou se aproxima de seu ponto focal.

como usar bem o foco da sua máquina camilla cheade coisas que amamos como usar bem o foco da sua máquina camilla cheade coisas que amamosOutra dica para fotografar pessoas é focar sempre no olho da pessoa. É importante que, ao tirar uma foto, o olho seja a parte mais nítida da imagem. Quando você está fotografando mais de uma pessoa, você deve escolher um dos olhos do assunto para se concentrar. Certifique-se de que a abertura da lente esteja em um número suficientemente alto para que ambos os objetos estejam em foco. Se seus fotografados não estão juntos e você quer destacar ambos, então basta diminuir a abertura.

como usar bem o foco da sua máquina camilla cheade coisas que amamosExperimente fazer fotos onde a pessoa está embaçada, mas um objeto não, dessa forma você não precisa se concentrar no olho. Essa é uma ideia boa para a prática de concentração nos detalhes. Às vezes, as imagens contam uma história melhor quando objetos estão em foco e as pessoas estão desfocadas. Para isso, procure fotografar com a lente mais aberta para captar um detalhe específico.

Camilla Cheade
www.camillacheade.com

Todos os anos acontece a mesma coisa, chega essa época eu ficou enlouquecida correndo pelos cinemas para conseguir ver o máximo possível de filmes indicados ao Oscar. Esse ano, a maratona está ainda mais apertada pois como vocês sabem estou viajando e só tive do dia 23 de janeiro até o dia 10 de fevereiro para assistir tudo. Ou seja, dois finais de semana.

Como vocês podem ver abaixo não consegui ver muita coisa, mas pelo menos assisti alguns e consegui passar as minhas impressões para vocês, assim como eu fiz ano passado. Só lembrando: não entendo nada de cinema, então as minhas impressões são exclusivamente por conta do meu gosto pessoal mesmo, do eu achei dos filmes e do que eu pouco entendo de cinema. Sintam-se a vontade para discordar.

La La Land: Musical bonitinho, com trilha sonora delicia, mas muito longe de ser o melhor musical que eu já vi na vida (amor eterno por Mamma Mia e Moulin Rouge). Ryan Gosling é fofo e é lindo, mas honestamente, não acho que mereça o Oscar de melhor ator. O mesmo serve para Emma Stone. O Oscar de melhor direção seria justo. Além desses o filme ainda concorre a outros 15 Oscars (!) empatando com Titanic na quantidade de indicações. Ou seja, mesmo que você não ame musicais ou não se empolgue com a minha descrição aqui, vá assistir, no mínimo La La Land merece um pouquinho da sua atenção.

Até o Último Homem: Apenas incrível! Queria começar com isso. O filme é sensacional. A história e o fato de ser baseada em fatos reais são demais, a atuação de Andrew Garfield (quem não lembra dele em Homem Aranha!?), a direção, a fotografia… é tudo sensacional. Infelizmente não consegui ver todos os filmes que estão concorrendo a melhor filme, mas “Até o Último Homem” merece ganhar. E Andrew dá um show de atuação e apesar da pouca idade, poderia sim levar o Oscar de melhor ator, por que ele arrasa.

Florence: Quem é essa mulher?: Hmmm…. de verdade? Achei o filme chaaato demais. Mas, consigo entender com clareza o porque das duas indicações que ele recebeu. Meryl Streep concorre pela 20ª vez a estatueta e com chances reais de ganhar. O filme é chatinho sim, mas ela manda muito bem. Afinal, não deve ser fácil você atuar fingindo que não sabe atuar muito bem. E ela faz isso com muita destreza. Outra indicação é para o figurino… super válida e justa. Todas as peças quem Meryl usa no filme são lindíssimas, e os ternos e vestidos de época dos outros personagens chamam sim a atenção. Será que ela leva mais um Oscar?

Estrelas além do tempo: Assumo que depois que eu vi o trailler esse era o filme que eu estava mais animada para ver. Fiquei encantada com a história e com a atuação das “meninas”. Adorei o filme, adorei saber que foi baseado em história real e apesar de ser um filme que se passa alguns anos atrás, ainda me choca saber que essa segregação racial acontecia de forma tão forte. O filme é bom, mas não acho que tem chance de levar o Oscar de melhor filme. Já Octavia Spencer (que eu amo!) arrasa, mas também não bate Viola Davis. Ou seja, assista pelo filme que vale a pena, mas não espere que ele receba alguma estatueta, porque acho que as chances são pequenas.

Como vocês perceberam, infelizmente, esse ano não consegui dar um gás e assistir a todos os filmes que estão concorrendo a melhor filme, mas consegui ver alguns bem bacanas e deixar a minha opinião (super de leiga) pra vocês por aqui.

Agora vamos ao chutômetro deste ano. Quem eu acho que vai levar a estatueta. Atenção porque não necessariamente eu concordo com isso. Estou dizendo apenas em quem eu acho que a Academia vai escolher.

  • Melhor filme: La La Land
  • Melhor ator: Casey Affleck
  • Melhor atriz: Emma Stone
  • Melhor direção: Mel Gibson
  • Melhor ator coadjuvante: Jeff Bridges
  • Melhor atriz coadjuvante: Viola Davis
  • Melhor animação: Moana

Não da pra chutar tudo né gente… um pouco de bom senso vai bem! Hahahhaha Tem uns filmes que eu nunca ouvi falar, não sei do que se tratam e não poderia fazer nenhum tipo de critica, resenha ou chute desses casos. Mas desses que eu chutei, será que eu vou acertar? Vocês apostam em quem?

fotografando a aurora boreal camilla cheadeA Aurora Boreal é um fenômeno luminoso que ocorre no céu das regiões polares, ao norte da Terra (ao sul também ocorre, mas chama-se Aurora Austral). É possível observá-la nos países que alcançam o círculo polar. Digo como testemunha ocular é incrível!

Ela pode ser vista durante à noite ou no fim da tarde, mas não existe um horário certinho para acompanhar. É mais comum de aparecer no período do inverno mas, como ela aparece na região norte do planeta, quando é inverno lá é verão aqui no Brasil, então, prepare-se para o frio.

fotografando a aurora boreal camilla cheadeAqui estão algumas dicas para fotografar a aurora:

  • Cheque a intensidade das luzes da aurora em sites especializados antes de sair à caça à noite.
  • Cheque a meteorologia, porque se estiver um tempo nublado não será possível ver as luzes.
  • Leve um tripé e uma câmera que tenha modo manual.
  • Deixe o tempo velocidade do obturador entre 10-20 segundos.
  • Lentes claras e grande-angulares ajudam a capturar as luzes.
  • Coloque o ISO no valor mais alto que a sua câmera suporta sem deixar muitos ruídos na imagem.

fotografando a aurora boreal camilla cheade

  • Para melhores resultados, fotografe em áreas com baixa ou nenhuma luminosidade artificial, ou seja, longe das luzes da cidade.
  • Leve baterias extras e deixe-as quentinhas no bolso do seu casaco. A baixa temperatura dessas regiões polares e as longas exposições das fotos acabam rapidinho com a carga da bateria.
  • Aproveite o cenário em volta para uma composição mais bacana para a sua foto.

fotografando a aurora boreal camilla cheadeDica extra: brinque com lanternas e com a luz do seu celular para fotos criativas e auto-retratos! Basta iluminar por 1 ou 2 segundos e o resultado será surpreendente!

Camilla Cheade Fotografia
www.camillacheade.com