Decor, Destinos, Dicas, planejamento e outros, Lifestyle, Organizando e planejando

Os guias de viagem da Louis Vuitton!

30 jan 2015

IMG_8731Há alguns anos estou de olho nesses guias… toda época de fim de ano eles fazem a maior propaganda, anunciam novos volumes, capas renovadas e coleções especiais… e eu fico aqui com água na boca desejando cada um desses livrinhos. A verdade é: sempre achei que eram caríssimos e por isso nunca fui atrás, até essa semana.

Como não tinha me dado nada de presente de natal (#desculpas) passei na Louis Vuitton de Ipanema, como quem não quer nada, e dei uma pesquisada. Descobri que os livrinhos são acessíveis e que atualmente eles tem 16 volumes/cidades disponíveis.

IMG_8733FullSizeRender-1FullSizeRender-5 Cada guia custa R$89 e tem dicas super diferentes. Li bastante o do Rio para poder avaliar o tipo de dica que eles oferecem, e claro, como não poderia deixar de ser, são dicas, sugestões de restaurantes mais badalados e mais luxuosos, hotéis mais bacaninhas, bares bem frequentados e etc.

Mas não pense que só disso é feito o guia. Eles oferecem alguns roteiros de luxo, com os endereços imperdíveis, onde fazer compras, como organizar e montar sua mala e claro, alguns modelos de bolsas adequados para sua viagem! hahahahhaha

FullSizeRender-4FullSizeRender-3FullSizeRender-2Por último, eles ainda mandam uma cartela de marcadores seguindo a cor da capa do livro para você marcar aquilo que considera mais importante ou especial no seu guia. Eles tem também um espaço para possíveis anotações e um espaço para você colocar o seu nome e a data da sua viagem para aquele destino.

Achei muito interessante e curti muito as dicas. Já li bem o do Rio e o de Los Angeles, que são lugares que já conheço e realmente achei um guia válido. Se você tem medo dele desatualizar rápido, não se preocupe, perguntei para a vendedora e ela me falou que nas novas versões eles fazem apenas atualizações dos endereços e tal.

Variados

Rapidinha: Amble by Louis Vuitton

15 mar 2011

Vocês se lembram do post que fiz mostrando os guias de viagem da Louis Vuitton? Sonho de consumo máximo né! Então, agora para matar um pouquinho nossa vontade a Luis Vuitton preparou um aplicativo de Iphone que é uma delicia. São aqueles guias disponíveis para qualquer um gratuitamente. “Veja o mundo através da Louis Vuitton”. Esse é o convite da marca para todos os viajantes do mundo.

Através da ferramente “Around Me” é acionada uma interface que conecta com o GPS e voilá! Você vai descobrir os melhores locais perto de você além de poder compartilhar isso com seus amigos através de facebook, twitter e também no site da marca, permitindo que você transmita suas experiências para outros viajantes.

Outra função muito bacana do Amble é a possibilidade de você transformar seu aplicativo em uma diário de viagens, colocando notas, fotos e vídeos feitos diretamente com seu Iphone, montando seu roteiro ou registrando todos os momentos de sua viagem como em um diário mesmo.

O aplicativo é gratuito e pode ser baixado diretamente na loja da Apple ou através desse link. A marca também disponibilizou um site só para mostrar as vantagens de seu aplicativo. Bacana né? Vai lá e aproveita para ver as cidades e os roteiros preferidos de pessoas como Sarah Jessica Parker, Sofia Coppola e muito mais!

França, Paris

Paris | França

05 dez 2019

Já No Nesse post você vai encontrar dicas, fotos, ideias de roteiro, hospedagem, restaurantes, dicas com crianças e informações sobre Paris, na França. Um post completo para você organizar a sua viagem para a cidade luz sem nenhuma dificuldade.

Leia Mais
Destinos, Praga, República Tcheca

Praga | República Tcheca

16 nov 2015

coisas que amamos diario de viagem praga 5Praga foi a cidade que conquistou meu coração nessa viagem. Não sei se foi o clima do lugar que me pegou, se foi a comida, a bebida, o povo… eu não sei explicar, mas Praga me surpreendeu positivamente. Sei que quase sempre falo isso dos destinos que eu vou, mas com Praga e Budapeste foi diferente mesmo.

Esperava que fosse uma cidade INHA, sabe? Bonitinha, legalzinha, simpatiquinha, mas foi muito mais que isso e realmente me arrebatou! Adorei tudo que vi. Achei uma cidade gostosa de passear, bonita, inspiradora…

Como se locomover

Andar em Praga é muito tranquilo. Você vai precisar basicamente de pernas, pés fortes e muita disposição. Como as ruas do lado da cidade antiga são muito pequenas, quase não há carros e transporte público. Mas acredite, você não vai sentir falta deles.

Já do lado de Malá Strana, o lado do castelo, você encontra uma maior movimentação de carros e ônibus. Ou seja, o transporte público por lá é super usado.

coisas que amamos diario de viagem praga 2Para sair do aeroporto, a minha recomendação é: agende um transfer. Eu fiz isso e achei que valeu super a pena. Ir de transporte público até a cidade antiga também é tranquilo, mas chegando lá, você vai penar para encontrar seu hotel enquanto se perde pelas ruelas carregando sua mala. Eu agendei nesse site aqui e deu tudo certo. Foi ótimo.

Onde ficar

Sem dúvidas, em old town, que é a parte mais antiga e turística da cidade. Nem conheci a parte nova e nem acho que os turistas vão lá para isso. Mas a parte antiga é deliciosa e suas vielas tem milhares de hotéis ótimos para você escolher.

Minha recomendação é: fique perto da praça principal e da Charles Bridge. Esses são os pontos turísticos mais famosos da cidade e você vai estar por ai sempre indo e vindo, comendo, passeando, bebendo, saindo… ou seja, ficar bem localizado vai economizar sola de sapato.

coisas que amamos diario de viagem praga 3Eu me hospedei no The Iron Gate Hotel e amei. Hotel hiper bem localizado, super confortável, com atendimento excepcional e café da manhã delicia. Sem dúvida um dinheiro super bem investido.

Quando estava procurando hotéis vi vários que vou colocar aqui para vocês darem uma pesquisada e escolherem o que tem mais a ver com vocês e com o orçamento que vocês querem gastar. Mais perto da praça tem: Rott, Savic (estilo mais antiguinho), Intercontinental e   Myo Caruso. Do lado de lá da ponte Charles, só recomendo os que ficam bem pertinho dela: 3 Psotrusu, Bishops Houses e Archibald.

Se você puder gastar um pouquinho mais, não pense duas vezes e hospede-se no Four Seasons. Ele fica literalmente na boca da Charles Bridge e de frente para o Rio. Lindíssimo, com atendimento estrelado e um restaurante de cair o queixo.

comissão booking hotel grande

Quanto tempo ficar?

Bom, assim como em Budapeste eu fiquei 2 dias e meio e acho que foram mais do que suficientes. A parte antiga da cidade não é muito grande e você consegue conhecer os principais pontos nesse tempo. Se você gosta de fazer tudo beeeem calmamente, recomendo pelo menos mais um dia, mas não acho que seja imprescindível.

coisas que amamos diario de viagem praga 4Dia 1: Charles Bridge + Walking Tour (Relógio Astronômico + Praça Starimestké + Igreja de Nossa Senhora de Týn + Praça Venceslau + Bairro Judeu – Sinagogas)
Dia 2: Castelo de Praga + Mala Strana + Museu Frans Kafka + Ilha de Kampa + Dancing House

A única coisa que eu senti falta de fazer foi subir a colina Petrín, que tem uma torre de observação e o labirinto dos espelhos. Na verdade, era a única coisa que estava na minha lista e eu não fiz.

O que fazer:

  • Castelo de Praga: É o maior complexo do mundo dessa categoria e até hoje representa o centro político do país, morada das jóias da coroa do antigo reino da Boêmia e sede do governo presidencial da República Tcheca. Lá dentro, não deixe de ver a gótica Catedral de São Vito e as lindas vistas panorâmicas do alto da Grande Torre. Quando avistar a ruazinha dourada vai saber que ela já serviu de moradia para Franz Kafka, há anos atrás.
  • Ponte Carlos/Charles Bridge: A ponte que liga Malá Strana a Staré Mesto. Ela é toda de granito maciço e tem 30 estátuas do século 18 espalhadas por sua extensão. Muito bonita e fotogênica.

coisas que amamos diario de viagem praga 6

  • Museu Franz Kafka: O museu apresenta, de forma interativa, a vida e obra do mais famoso literato da República Tcheca, o autor de “A Metamorfose” e “O Processo”.
  • Starimestké Námesti (praça da cidade velha): é a mais famosa praça de Praga. Ela é dominada pelas torres góticas da igreja de Nossa Senhora de Týn e pela barroca Igreja de São Nicolas. É lá que fica o Relógio Astronômico da Antiga Prefeitura e sua procissão de bonecos que anunciam uma nova hora certa, de hora em hora.
  • Josefov (bairro judeu): O bairro abriga as Sinagogas Antiga e Nova, além do cemitério dos judeus. Como não era permitido que eles fossem enterrados em outras áreas, por três séculos 12 mil pessoas foram sepultadas naquele espaço, em até doze camadas de corpos, formando um emaranhado de lápides sobrepondo-se umas sobre as outras.
  • Ilha de Kampa: Se você quiser fugir da agitação do centro de Praga, desça as escadas da famosa Ponte Carlos e entre na Ilha Kampa. Nesse oásis de tranquilidade, as ruas de paralelepípedos são ladeadas por casas elegantes e cafés acolhedores.
  • Dancing House: Prédio super moderno que é um dos simbolos da cidade.

coisas que amamos diario de viagem praga 7Onde comer

Se você é do tipo de gostar de comer e beber, Praga vai te encantar. A cerveja por aqui é farta e a comida típica é deliciosa.

  • CottoCrudo: Meu restaurante preferido na cidade para um bom almoço. Fica dentro do Four Seasons e na boca da Charles Bridge. Achei uma excelente opção. O cardápio é super recheado de boas opções e a comida é magnífica. Não deixe de ir.
  • Kampa Park: É um restaurante mais chique e carinho, fica do lado de Mala Strana, coladinho na Charles Bridge. Fazer reserva é imprescindível. Aproveite e peça uma mesa do lado de fora, com a melhor vista notuna da ponte. Você não vai se arrepender.
  • Bellevue: Eleito um dos 5 melhores restaurantes de Praga.
  • White Horse: Restaurante na praça principal. Tem um subsolo surpreendente e uma comida italiana deliciosa.
  • Alcron: Boa opção para quem gosta de carnes e peixes, e para os vegetarianos. Tem uma estrela no guia Michelin.
  • La Finestra: Esse é um dos lugares mais badalados e com um dos melhores restaurantes em Praga. O restaurante fica perto do centro histórico então é um excelente lugar para almoçar. Não esqueça de fazer reserva.

coisas que amamos diario de viagem praga 8Vida Norturna

Não é sempre que tenho a oportunidade de curtir a vida noturna de uma cidade que visito, mas em Praga eu aproveitei bastante, então, acho que posso fazer algumas recomendações para vocês.

Para beber bem e barato, os moradores da cidade recomendam o bar Lokal, que fica Dlouhá, próximo a praça antiga. Aliás, nessa rua e nessa região, tem vários bares que ficam lotados de jovens. Outro que foi super recomendado foi o  James Joyce Irish Pub, que é ótimo também. Bem mais sério e formal que o local.

Se você procura uma boate, Praga é o lugar certo para você. A mais famosa da cidade é a Karlov Lazle, que fica na rua de mesmo nome. Ela é a maior boate da Europa Central, e tem cinco andares de música. É muito legal! Cada andar toca um ritmo/estilo diferente e com isso atende a todos os gostos. Pra completar, no subsolo da boate, você encontra o Ice Pub, eu pessoalmente achei caro e meio mais ou menos, mas para quem quer ter a experiência e conhecer um bar de gelo, essa pode ser a oportunidade certa.

coisas que amamos diario de viagem praga 1Compras

Praga é uma boa cidade para fazer compras. A coroa checa tem um preço ótimo quando comparada ao euro e por isso, a cidade acaba se tornando uma boa opção para as compras. Como já é de se esperar, o que não faltam são opções. Próximo a praça Venceslau vocês vão encontrar várias fast-fashions como H&M, Zara, Berska, Pull and Bear, Sephora e outras.

Já para comprinhas mais luxuosas, não deixe de passar pela Pariska. A rua que liga a praça da cidade antiga ao bairro judeu, é lotada de lojas como Chanel, Gucci, Louis Vuitton, Cartier e muito mais.

Agora, a minha recomendação legítima é para que vocês comprem cristais e louças. Em Praga vocês vão encontrar muitas lojas com peças lindas. Em frente ao Iron Gate tem uma loja que vende peças maravilhosas de porcelana. Claro que elas não são uma pechincha, mas sem dúvida, valem a pena. Principalmente se comparados aos preços que pagamos em produtos similares aqui no Rio.

Para os cristais, a loja que mais gostei foi a Blue, uma loja que fica na praça principal da cidade antiga. Os cristais são lindos e tem muita variedade e peças de diversos preços. Porém, como a loja anterior, também não são super baratinhos. Mas ainda assim, se comparados aos preços do Brasil saem bem mais barato.

Se apaixonaram por Praga? Se ainda não, quero ver vocês responderem isso quando voltarem de lá. Eu voltei encantada. Espero que esse post tenha ajudado e claro, se tiverem dúvidas ou mais sugestões e dicas para acrescentar no post, deixem ai nos comentários. Vou adorar ler tudo isso! =)

comissão booking hotel minicomissão real seguro minicomissão rentcars carro mini

 

Budapeste, Destinos, Hungria

Budapeste | Hungria

26 out 2015

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 8Engraçado como algumas cidades surpreendem a gente né? Foi exatamente isso que eu senti com Budapeste. A cidade é arrebatadora, sua beleza é incrível, sua história é massacrante e tudo isso junto faz dela uma cidade surpreendente e mexe com qualquer um.

Pra começar é um combo 2 em 1. Você vai a Budapeste e acaba conhecendo duas cidade: Buda e Peste, que são separadas pelo Rio Danúbio. Buda fica no alto da colina, onde tem o castelo, suas igrejas e construções góticas e muita história. É um lugar gostoso, mais calminho e com muitas residências. Peste é o lado plano, moderno, imponente, onde tem o parlamento e a vida da cidade. Aqui tem agito, vida noturna, bares, hoteis badalados e tudo que você pode imaginar no superlativo.

Onde ficar

Eu amei Buda, mas acho que na prática, se hospedar em Peste é a melhor opção. Além de vários meios de transporte, você pode fazer muita coisa a pé e acaba ficando pertinho de tudo. Eu me hospedei no Zenit Hotel e amei. Ele fica quase na beirinha do Rio, pertinho da Chain Bridge e de vários restaurantes e pontos turísticos. Em breve farei post só sobre ele e posto aqui.

Quando estava lá tive a oportunidade de conhecer o Four Seasons, e gente, se vocês puderem pagar, não pensem duas vezes e se hospedem lá. Sem a menor dúvida é o melhor hotel da cidade. Ele fica de frente para a Chain Bridge e é lindo de morrer. Na minha próxima visita a cidade, vou me hospedar lá! <3

Mas se você procura um hotel bacana com bom custo x benefício, o Buddha Bar é uma opção legal. Era o que eu ia escolher quando estava resolvendo a hospedagem. Outros que me sugeriram e eu gostei muito foram: Sofitel Chain Bridge, Roombach, Bohem Art Hotel e Casati.

comissão booking hotel grande

Como se locomover

Budapeste é um cidade excelente para bater perna. Essa é sempre a minha primeira opção quando o assunto é conhecer um lugar novo. Mas exatamente por ser uma cidade grande, nem todo local é fácil de chegar a pé. Mas não pense que isso é um problema. O que não faltam são opções de transporte para os turistas em Budapeste.

Para sair do aeroporto eu agendei um transfer com o meu hotel e foi ótimo. Super cômodo, prático e o mesmo preço de um taxi, que custa aproximadamente 45 euros. Outra opção bacana é o Airport Shuttle. Super seguro e bem indicado por todos que usaram. Se você estiver com pouca mala ou com a grana curta, não se preocupe, trace a rota com o Google Maps e você conseguirá chegar no seu hotel tranquilamente mesclando ônibus + metrô.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 7Na cidade, andei bastante de ônibus. Achei prático, cômodo e simples de entender o funcionamento. Você pode comprar seus tickets em bancas de jornal e lojinhas próximas aos pontos ou, em alguns casos, com o próprio motorista do ônibus. É raro alguém te pedir o ticket, mas não deixe de comprar, pois os ficais ficam a paisana e podem aparecer a qualquer momento, e se você não estiver com o ticket validado (nas máquininhas dentro do ônibus) em mãos, vai levar uma multa daquelas.

Além disso, em Budapeste você encontra a linha de metrô mais antiga do mundo. É um bônus dar um descanso para as pernas enquanto aprecia o metrô mais antigo de todos né? Os trens de superfície também são uma ótima opção, principalmente a linha que passar costeando o Danubio (acho que é o nº 2). Last but not least, temos o funiculare que te leva ao Castelo de Buda ou a parte alta da colina. É bem turístico e carinho, mas vale subir ali pelo menos uma vez para conhecer.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 9

Quanto tempo ficar

Cidade grande = mutos atrativos. É isso que você pode esperar dessa cidade. Eu fiquei 2 dias e meio e organizei meus dias da seguinte forma:

Dia 1: Chain Bridge + Castelo de Buda + St. Mathias Church + Fisherman Bastian + Monumentos dos Sapatos + Parlamento + Praça Elisabeth + Gozdu
Dia 2: Basílica de São Estevão + Bairro Judeu + Museu do Terror + Av. Andrassy + Praça dos Heróis + City Park + Széchenyi Furdö + Szimpla Kert Ruin Pub

Sei que parece muita coisa, mas acreditem não é tanto assim. Como muitas dessas coisas são apenas para você dar uma passada, é fácil agregar todos esses programas juntos.

Acho que ficar 3 dias inteiros na cidade é mais do que suficiente para você conhecer um pouco de tudo, curtir a cidade com calma, fazer os passeios que tiver mais vontade e passear. Meu meio dia, gastei tomando café da manhã na Gerboud, uma das mais antigas e tradicionais cafeterias de lá e passeando pela Váci U, a rua das comprinhas de lá. No dia que cheguei a noite só tive tempo de passear perto do hotel e jantar por ali mesmo.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 4O que fazer

Aqui em cima dei um resumão do que eu fiz em Budapeste e acho que é basicamente isso que tem pra fazer. Não dá muito para tirar nem pôr no roteiro…

  • Chain Bridge: A ponte mais famosa e mais importante da cidade. Liga o lado de Peste ao lado de Buda e é lindíssima. Não deixe de passar por ela a noite, quando fica ainda mais linda iluminada.
  • Castelo de Buda: Foi a casa de vários reis da Hungria desde sua construção. Ele abriga a Galeria Nacional, o Museu Histórico e a Biblioteca. Se quiser conhecer seu interior pode fazer um desses tours. Quando eu fui estava tendo um evento e o castelo estava fechado para visitação. Mas ainda assim adorei a vista e achei que valeu muito passear pelos jardins.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 6

  • Igreja de São Mathias: Acho que foi uma das igrejas mais lindas e diferentes que eu já vi. Ela é toda branca por fora, com suas telhas super coloridas e dentro é lindíssima também. Fica a poucos passos do castelo.
  • Bastião dos Pescadores: Nada mais é do que um terraço/observatório, logo não poderia deixar de ter uma das vistas mais lindas de Budapeste. Você fica de cara com a Chain Bridge e o Parlamento é lindo demais. As fotos daqui ficam incríveis. Fica bem em frente a Igreja de São Mathias.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 10

  • Monumentos dos Sapatos: Uma homenagem aos judeus que foram mortos e jogados no Rio Danúbio. Fica em Peste, bem pertinho do Parlamento.
  • Parlamento: É um dos pontos turísticos mais famosos (e lindos) de Budapeste. A noite fica ainda mais incrível. Se estiver por Buda no fim do dia, não deixe de tirar lindas fotos desse prédio. O parlamento demorou 20 anos para ficar pronto e hoje, parte dele pode ser visitada pelos turistas. A outra parte é usada para fins políticos. Os ingressos podem ser comprados aqui e tem hora marcada.
  • Basílica São Estevão: Essa é uma das maiores igrejas do país, cabem até 8 mil pessoas. Lá dentro você encontra a mão do santo e outras celebridades/políticos/santos que estão enterrados ali.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 5

  • Museu do Terror: É um daqueles lugares que precisa de estômago forte para visitar. Conta toda a história do nazismo e do comunismo na Hungria e homenageia todas as vítimas. O prédio foi escolhido a dedo. Ele foi a sede do Partido da Cruz Flechada e depois do serviço de segurança secreta do partido comunista. Ufa! Clima pesado, mas imperdível.
  • Széchenyi Furdö: Um dos lugares mais diferentes de Budapeste. É uma spa termal com mais de 20 piscinas para você passar o dia e se deleitar. Ele fica no City Park (atrás da Praça dos Heróis) e é um dos mais antigos e famosos da Hungria. Apesar de “meio farofa” eu adorei a experiência e acho que valeu muito o programa. Leia mais aqui.

DCIM101GOPRO

Onde comer/beber

Nossa, como tem restaurante bacana e gostoso por aqui. Recebi tantas indicações que obviamente não consegui experimentar todas, mas vou recomendar algumas para vocês e dizer o que realmente valeu e o que não valeu a pena.

  • Kiosk: Restaurante/Balada super gostoso e bem frequentado pertinho do Danúbio. Ótima opção para quem quer um jantar mais animadinho. Aliás, o animadinho fica só pra sextas e sábados tá? Nos outros dias é um restaurante como todos os outros.
  • Buda Peste: Fica do lado de Buda, no alto, pertinho da igreja de St. Mathias. Comida deliciosa e ambiente super aconchegante. Não deixe de pedir o schnitzel que é um espetáculo.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 2

  • Kolláz: O restaurante do hotel Four Seasons. Pra comer por lá, você nem precisa entrar no hotel. A comida é incrível e os drinks são excelentes. Peça uma recomendação ao meitre e aproveite a vista se comer na parte de fora. De um lado a Chain Bridge, do outro a Basílica.
  • Gozdu: Essa é uma rua de pedestres e nela você vai encontrar vááárias opções de bares e restaurantes. São opções mais jovens e simples mas nem por isso menos gostosas. Eu comi no Simpla e adorei. Vale também para ir depois do jantar tomar uns drinks.
  • Szimpla Kert: Os ruin pubs são bares hospedados em edifícios-ruína que estão abandonados. Essa é uma prática bem comum por lá e esse é um ponto que você não pode perder na cidade. O Szimpla foi o primeiro deles e continua sendo um dos mais famosos. Se quiser garantir um lugar chegue cedo pois a noite ele fica lotado. É no bairro judeu que você vai encontrar a grande maioria deles. Se quiser ver todos, clique aqui.

Compras

Budapeste é uma cidade bacana para se comprar. Apesar de ser Europa, está longe de ter os preços elevados como Paris e Londres. Pelo contrário, sua moeda, o florim, é ótima na hora de fazermos a conversão. Muitas lojas como Zara e H&M colocam o preço em euros e em florins na etiqueta e se você fizer uma conta rápida, irá perceber como é vantajoso comprar por lá.

A Vaci Utca foi a minha rua preferida para as comprinhas. É lá que você vai encontras as fast fashions que mais gostas, lojas de óculos, souvernir e etc. Não espere encontrar luxo por aqui. O objetivo dessa rua é oferece aos clientes muitas opções de lojas com preços bons, e o melhor, ela é totalmente fechada para os pedestres e você pode passear por ela sem preocupação.

coisas que amamos viagem budapeste dicas o que fazer 3Já na Andrassy, você vai encontrar as grandes marcas. Ao lado da lindíssima Ópera você tem uma Louis Vuitton, um pouco mais a frente encontra marcas como Gucci e Cartier. Se você procura lojas mais luxuosas esse é o endereço certo para você.

Acho que com esse post eu consegui dar um panorama legal para vocês né? Assim vocês ficam conhecendo a Budapeste através dos meus olhos. E acho que aqui consigo esclarecer as muitas dúvidas que a maioria de vocês tem sobre o turismo em Budapeste: onde fica, o que fazer, onde comer, como chegar… Espero que curtam esse post e usem muito as dicas que deixem por aqui. Se alguém tiver outras dicas ou sugestões sobre essa cidade linda compartilhe com a gente e escreva aqui nos comentários.

comissão booking hotel minicomissão real seguro minicomissão rentcars carro mini