12
maio 2015

Escolhendo um destino de férias

Esses dias passei por uma situação inusitada pra mim, não conseguia decidir aonde ir nas férias. Em geral, tenho uma programação organizada e pensada com meses de antecedência. Mas dessa vez, nada do que estava “planejado” mentalmente estava casando com as minhas (e as do Alexandre) possibilidade, desejos e ânsias.

A verdade é que eu queria um destino exótico e o Alexandre queria um local mais tradicional. Penso que o tradicional pode ser feito a qualquer momento da vida, enquanto o exótico tem que ser feito logo enquanto não temos filhos e tal. E nessa confusão, nada se encaixava. Acabamos ficando no tradicional, porém, acrescentando um lugar que era um sonho de consumo meu. Funcionou pra gente. Mas nem sempre é assim né? Como escolher um destino bacana para as suas férias?

IMG_10301. Veja suas possibilidades financeiras e o tempo disponível

Acho que esse é o primeiro passo. Veja quanto você pode gastar e quanto tempo tem para isso. Por exemplo: não adianta ter todo o dinheiro do mundo, vontade de ir para o Japão e só conseguir uma semana de férias. Só o tempo de deslocamento até lá para ir e voltar já quase matou a sua semana inteira. Você tem que encaixar tudo para a coisa funcionar bem e você não perder tempo viajando sem conseguir aproveitar bem os lugares.

2. Pense no tipo de viagem que quer fazer

Se você quer descansar, relaxar e não pensar em muita coisa provavelmente uma praia ou uma viagem para a serra vão te deixar bem feliz. Nesse caso, ficar pulando de país em país, correndo para conhecer mil pontos turísticos ou fazer uma viagem mais corrida não são exatamente o seu foco.

IMG_79583. Lembre-se dos seus destinos-desejos

Sabe aquela sua listinha de sonhos de lugares para visitar? Talvez seja hora de dar uma olhada nela e ver se algum dos seus destinos desejo cabem na suas férias. Se nada funcionar, lembre-se das viagens dos seus amigos, dos seus pais, daquele programa de TV que mostrou cenas incríveis de um lugar que você nunca imaginou ser incrível. Tudo isso pode te ajudar a achar um destino ou a aumentar a sua lista.

4. Pense no futuro

Sempre penso se aquele lugar faria parte da minha lista de destinos no futuro. Seja por que é um lugar mais “comum” ou exatamente pelo oposto, por ser exótico demais. Se eu iria com filhos, se só aguento o tranco por que estou nova, se o tempo de viagem me cansaria demais no futuro, se é fora de mão de tudo e não fica no caminho de nenhum outro destino… essas coisas ajudam você a tomar uma decisão consciente. Se você não pode viajar tanto quanto gostaria, talvez seja uma boa pensar nessas coisas.

IMG_85885. Analise suas companhias de viagem

É sempre bom pensar se a pessoa que vai com você está de acordo com aquele destino. Afinal, nada mais chato do que estar durante toda uma viagem com uma pessoa reclamando sobre o lugar. Se você combinou de viajar com as amigas cults, não vá para um lugar que só tenha baladas e zero cultura, se vai com o marido que ama futebol, não deixe de incluir uma visita ao estádio, se vai com os avós, evite viagens muito barra pesada e cansativas. A pessoa que viaja com você te ajuda muito a definir o seu destino, não acha?!

6. Veja a situação atual dos possíveis destinos

Leia os jornais, entre em fóruns internacionais de viagem e pesquise muito sobre o lugar que você vai. Não adianta você mega se planejar para viajar para um lugar que está em guerra ou para algum destino que esteja em um momento político complicado. Isso só vai te deixar tenso e atrapalhar a sua viagem caso aconteça algum problema. Já imaginou, que droga!?

Ufa! Acho que é em tudo isso que eu penso quando eu viajo. Claro, que nem sempre todos esses itens casam com a sua vontade e a vontade dos seus companheiros de viagem, mas é sempre bom pensar em tudo para tomar a sua decisão e investir bem o seu dinheirinho na hora de preparar a sua trip.

Clique aqui e veja pacotes de viagem para diversos lugares no Brasil e no mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *