13
abr 2015

Diário de Viagem: Paraty!

coisas que amamos diário de viagem paraty 1Interrompemos a programação ibérica (alô Portugal e Espanha) para falar um pouquinho sobre esse mini-paraíso há poucas horas do Rio e de São Paulo: Paraty. A cidade, que fazia parte das minhas metas de 2015, foi uma grande surpresa. Positiva, com certeza. Um clima mais relax, uma boa mistura das praias paradisíacas de Angra com o agito noturno de Búzios, faz e Paraty um lugar único.

Como chegar

Acho que as melhores opções são chegar de carro/ônibus ou de helicóptero. Ela fica a mais ou menos 3h30/4h do Rio e 5h de Santos, em São Paulo, se você optar pelo transporte rodoviário. A cidade não tem aeroporto e o grande aeroporto mais próximo é o do Rio. Se você tiver um jatinho (ryco!), talvez o de Ubatuba suporte. Helicópteros também são uma opção, caso funcionem para você.

IMG_9951(Na ilha dos Côcos. Chegue cedo para não precisar dividir esse paraíso espaço com ninguém!)

Se você quiser, pode chegar na cidade de barco. Ela tem um porto bem no centrinho e algumas marinas no entorno para você ancorar o seu barco.

Onde ficar

Há muita discussão sobre essa questão quando o assunto é Paraty. Uns falam que é imprescindível ficar no centro histórico pela comodidade de se fazer tudo a pé. Outros falam que a boa é ficar fora para evitar o barulho e a confusão da cidade cheia.

IMG_9886A minha opinião é que ficar no centro histórico é uma excelente opção pela localização privilegiada. Você não vai precisar do carro para quase nada. Isso é uma mão na roda. Quando a cidade está cheia, você poderá pegar engarrafamentos e ter dificuldade para estacionar próximo ao centro quando quiser jantar ou pegar o barco para fazer algum passeio.

Eu fiquei na Pousada Aconchego, uma opção bem simples, mas condizente com seu preço super ok! Como fui em alta temporada, acabei tendo dificuldade de conseguir um hotel melhorzinho com um custo x benefício melhor. Mas quando comecei as pesquisas me deram várias opções de locais legais para se hospedar: Pousada do Sandi, Casa Turquesa, Pousada Literária, Arte Urquijo, Pousada da Marquesa, Pousada do Ouro, Arte Colonial, Maris, Porto Imperial e Othon Vila del Sol (fora do centro histórico). Todas me pareceram super bacaninhas.

comissão booking hotel grande

O que fazer

Paraty é uma cidade com muitas belezas naturais. Os programas mais comuns são passear pelas praias da região de barco. Você pode fazer o passeio de trainera/escuna ou se preferir algo mais exclusivo pode alugar uma lancha ou um veleiro. Como éramos seis, essa foi a nossa opção e, apesar de ser bem mais caro, achei que valeu muito a pena.

IMG_9952(A cachoeira da Praia Grande de Cajaíba! Bem bonita!)

Alugamos uma lancha privativa para cada um dos dias e foi ótimo. No primeiro dia fomos ao Saco de Mamanguá, passando pelo Aquário, Saco da Velha, Cotia, Ilha Comprida e a casa onde foi gravado Crepúsculo (que é dentro do Mamanguá). Fizemos o passeio com o Valdemar, que tem uma lancha novinha e super boa. Recomendo muito. O telefone dele é (24) 99842-5410. Almoçamos no restaurante do Dadico que tem mais fama do que de fato vale a visita. Apesar da vista bonita do restaurante, a comida deixa a desejar.

No dia seguinte fomos a Praia Grande de Cajaíba. A praia em si não é nada demais, mas a cachoeira que tem nela é legal. No caminho paramos na ilha dos Cocos, um lugar surreal de lindo! Nesse dia almoçarmos no Hiltinho. Delicioso!

coisas que amamos diário de viagem paraty 2(A casa da lua de mel de Edward e Bella, em Crepúsculo. Fica no Saco de Mamanguá!)

Outra coisa bem bacana de se fazer em Paraty é passear pelas muitas cachoeiras de região e ir parando em algumas estâncias e restaurantes para experimentar a culinária local. Bem no estilo: comendo, bebendo e mergulhando na cachoeira. Visitamos a cachoeira da Pedra Branca e a do Tobogã. Pra quem gosta de cachoeira é um programa legal!

Onde comer

Esse poderia ser um capítulo a parte de Paraty. Porque ô lugarzinho bom pra comer. São muuuuitas opções boas espalhadas pela cidade (e pelas ilhas perto da cidade também!). Analisamos as opções e acabamos escolhendo alguns restaurantes para visitar:

IMG_9863(O Saco de Mamanguá visto do pier do restaurante do Dadico)

Banana da Terra: Fizemos reserva com antecedência para garantir nosso lugar e foi ótimo. O restaurante é um pouco caro para os padrões da cidade, mas com toda certeza vale a visita. A comida é maravilhosa, o atendimento é impecável e o ambiente é super agradável.

Le Castellet: Uma creperia tipicamente francesa, daquelas que o cardápio fica na parede escrito em lousas e o dono vem pessoalmente explicar o funcionamento da  casa e tirar o pedido. Uma delicia. Sem falar nos preços, que são ótimos. Recomendadíssimo.

Hiltinho: Fica em uma ilha e todos os barqueiros conhecem. Não é um restaurante barato e precisa de reserva porque fica lotado, mas a comida é deliciosa e a vista para o mar é incrível.

IMG_9929(A baía de Paraty vista da varanda do restaurante do Hiltinho)

Além desses vimos alguns outros que pareciam ser muito bacaninhas. Vale bater uma perninha para achar algum que seja a sua cara e que atenda as suas expectativas de preço/sabor. Nesse link aqui tem muitas opções de restaurante por lá.

Em resumo, é isso. Paraty é um lugar muito bacana e com certeza vale a visita. Nos feriados, como em qualquer lugar turístico, a cidade fica mais cheia e por isso as coisas precisam ser reservadas com antecedência. Sejam os barcos privativos ou os restaurantes. Fiquem atento as dicas e aproveitem essa cidadezinha deliciosa.

comissão booking hotel minicomissão real seguro minicomissão rentcars carro mini

4 thoughts on “Diário de Viagem: Paraty!

  1. Lily

    Oi Nathalia! Sempre vejo seu blog e agora que pretendo conhecer Paraty lembrei desse post!
    Uma dúvida: quantos dias você ficou por lá? Quantos você recomenda para um mood relax (quero conhecer os lugares mais indicados, mas não quero ter muita obrigação, além de curtir muito as praias)?
    Beijos

    Reply
    1. Nathalia Post author

      Nesse feriado fiquei 3 dias e 3 noites. Acho que com 4 dias inteiros você faz tudo com calma.
      Se puder, alugue o barco, sem dúvidas você vai amar!

      Beijos

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *