31
out 2014

Vacina de Febre Amarela: Onde, como, quando e muito mais!

Perdi as contas de quantos comentários e emails já tive que responder sobre a vacina de febre amarela. Muita gente tem dúvidas sobre onde tomar, quais países exigem, como tirar o certificado internacional e etc. Por isso, resolvi fazer um apanhadão aqui sobre o assunto e tentar esclarecer um pouco isso para vocês. Vamos lá!?

Onde tomar? A vacina é oferecida gratuitamente em diversos postos de saúde municipais e estaduais. Basta você chegar lá e pedir para tomar a vacina. Não precisa pagar e nem agendar. Se estiver com a sua carteira de vacinação eles carimbam lá, se não estiver, eles te dão um comprovante de que a vacina foi aplicada em você. Leve um documento de identificação.

Quando tomar? Você tem que tomar a vacina pelo menos 10 dias antes da sua viagem. A data da vacinação aparecerá no certificado internacional e se você não respeitar o prazo, ela não será válida.

Quem exige a vacina? Alguns países exigem certificado de vacinação contra febre amarela. Na hipótese de que o destino seja outro país que não exige vacina contra febre amarela, mas há conexão aérea em um dos países que exigem a vacina, é necessário tomá-la. A Anvisa indica este documento da OMS como guia dos países que exigem.

Como emitir o Certificado Internacional? Basta procurar um posto da Anvisa (veja a lista completa de postos aqui) portando seu passaporte ou documento de identidade e o comprovante da vacinação. Essa visita ao posto não precisa ser agendada, e em mais ou menos 15 minutos você já estará com o certificado em mãos. Eles recomendam que você faça um pré-cadastro no site antes da visita, mas não é obrigatório.

Qualquer um pode tomar? Não! Na verdade qualquer pessoa que tenha alergia aos componentes da vacina, pacientes em tratamento de quimioterapia ou radioterapia, grávidas, pessoas alérgias, portadores de HIV e outros não podem tomar. Nesse caso, podem emitir um certificado de isenção de vacinação. Para ver todos os detalhes clique aqui.

Dicas:

  • Em caso de perda ou extravio do CIVP, você  pode emitir gratuitamente um novo certificado em qualquer posto da ANVISA e não precisa tomar outra vacina para isso.
  • O certificado internacional também pode ser emitido com o número do passaporte, mas não vale a pena pois o passaporte tem validade menor do que a vacina. Quando expirar, será preciso emitir um outro CIVP com o número do novo passaporte.
  • Existem alguns postos onde é possível tomar a vacina e emitir o CIVP. Se você quiser matar dois coelhos de uma só vez, informe-se sobre esses postos.
  • A Cives, da UFRJ, tem um site que ajuda os viajantes a esclarecer suas dúvidas sobre “doenças de viagem”. Além disso, a Anvisa disponibiliza um site próprio para viajantes e uma página de perguntas e respostas para tirar todas as dúvidas.