16
mai 2011

Diário de Viagem: El Calafate

Gente! Tinha esquecido de fazer o diário de viagem de El Calafate e Ushuaia. Como vocês sabem, passei 1 semana viajando pela Patagônia Argentina, mais exatamente por duas cidades novas pra mim: Ushuaia e El Calafate. Tive a oportunidade de fazer passeios muito bacanas, conhecer lugares lindos e ver paisagens que eu nunca imaginei que veria no nosso continente. O diário de hoje é sobre El Calafate… a primeira das duas que visitei.

A cidade de El Calafate é super micra e fica no meio do nada na Argentina, ou seja, praticamente uma cidade fantasma. Se não fosse sua Av. del Libertador, a principal (e quase única) da cidade, você diria que a cidade não tem nada (e não tem mesmo, mas nem por isso deixa de ser deliciosa!).

A principal atração da cidade é o Glaciar Perito Moreno, que depois dos polos, é o maior glaciar do mundo! Como se não bastasse ver um glaciar que quase parece infinito, você ainda tem a possibilidade de fazer um trekking nele. Eu fiz, e recomendo muito. Não é nada cansativo (fiz o mini trekking, ok!?), é viável para todas as idades (inclusive com crianças maiores de 12 anos e pessoas até 65) e é uma experiência indescritível. Você coloca os grampones nos pés e sai andando pelo gelo como se fosse a coisa mais natural do mundo. Muuuito bom!

Esse é um passeio de dia inteiro que você pode contratar na agência Hielo y Aventura na rua principal. Um ônibus te pega no hotel/albergue leva até o Glaciar, você faz o trekking, almoça e depois passeia pelas plataformas de observação do Glaciar. Onde você irá tirar fotos lindas! Ah! Não tem restaurante para almoçar, você deve levar sua comida. Os mercados vendem os itens para você fazer seu almoço, mas se preferir a maioria dos hotéis oferece o serviço de almoço pra você. Eles preparam sua marmitinha e você leva na hora de ir pro passeio.

TIP! Fiquei com muita dúvida da roupa que deveria usar para esse programa, mas não se preocupem com isso. O principal é: casaco impermeável e quentinho, óculos de sol, protetor solar e tênis (pode ser qualquer um esportivo ou aqueles para trekking mesmo, mas all star não vale!). Se você não tiver nada disso, ou não quiser levar para não ocupar espaço na mala, na Av. de Libertador tem algumas lojas que alugam essas roupas. Eu aluguei uma calça impermeável por $40 pesos. Achei um bom preço e ajudou a manter meu jeans sequinho. Lá você também pode alugar casacos, meias, tênis…

Um outro passeio que fiz foi o de 4×4 no Cerro Frias. Vou ser honesta, é um passeio super calmo, onde você vai passeando num jipe por um morro vendo animais da região, a vegetação, e o lago argentino (que é lindo de morrer!). É um passeio bonito, mas sem muita emoção. Se você está esperando uma aventura, esqueça esse e opte por outro.

Além desses, um outro passeio famoso é a visita a cidade de El Chaltén. Eu não fui porque não tinha tempo e porque achei que seria muito cansativo (fora que ficar fazendo mil caminhadas não é muito a minha praia). São mais ou menos 5 horas de estrada para ida e mais 5 para a volta. Achei que pra mim não valeria a pena. Mas quem foi amou. É um local ótimo para quem gosta de fazer trekkings e caminhadas pelas montanhas e florestas.

Comer é um prazer em qualquer lugar da Argentina né?! Lá não seria diferente, e não é mesmo. A comida típica da região são os cordeiros patagônicos assado no chão, isso mesmo, no chão (no post de Ushuaia eu coloco uma foto pra vocês!)! E são incríveis. Não experimentei muitos restaurantes até porque não fiquei muito tempo, mas os poucos lugares que fui estavam excelentes.

La Tablita: O melhor cordeiro patagônico da viagem. Preço super honesto (especialmente para nós brasileiros que temos a moeda valorizada) e qualidade sem fim. Liguem para fazer reserva por que o restaurante fica cheio!

Casimiro Biguá Internacional: Ambiente e atendimento excelente. Ótima carta de vinhos e uma comidinha diferente do que você vai poder experimentar durante a viagem. O cardápio foca no internacional mesmo. Os pratos são deliciosos. Acho que é o restaurante mais caro da cidade, mas não se assuste, não é nenhum absurdo.

Quem acha que vai se esbaldar de fazer compras por lá, pode ir desanimando. As únicas coisas que você encontra com preços que realmente valem a pena são as peças em lã de ovelha e os chocolates. Tem em toda a parte e realmente os preços são bons. Para as mocinhas, a tentação de comprar jóias em prata será enooorme, mas avaliem bem por que em todos os lugares que vi achei os preços meio caros se comparados com os preços daqui sabe?! Não achei que valiam a pena.

E pra finalizar o diário de viagem sobre El Calafate, apesar da cidade ser super pequena, eles oferecem alguns atrativos noturnos: um super cassino na avenida principal, alguns bares agitados e até um karaokê, que fica numa rua paralela. Claro que quem está procurando agito noturno foi parar no lugar errado, mas se você quer tomar uma cerveja típica ou conhecer gente, esses lugares são boas opções. Enjoy!

20 ideias sobre “Diário de Viagem: El Calafate

  1. Ana Carolina

    Adorei, Nathalia!
    Deve ser a maior aventura, mesmo… sair com marmitinha, se perder no gelo… :D
    Pode até não ter muita opção de fazer compras, mas é até legal, né? Pra “desbitolar” a galera um pouquinho… senão fica todo mundo enfiado em shopping, outlet… não que não seja bom, mas é legal ver que dá pra se divertir com outras coisas!
    Nossa, não conseguiria comer cordeiro… não sei porque… hahahahah
    Um dia me fizeram comer com geléia de hortelã. Tava gostoso, mas me deu nervosinho… hihih
    Beijocas!

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Ana, é muuuuuuuuito bacana mesmo!
      Eu recomendo muito, uma emoção que é inimaginável, sabe?

      Quanto ao cordeiro, eu assumo, não sou uma pessoa muito “experimentadora”, mas me joguei e AMEI!
      É uma delicia e não tem nada dessa geléia de hortelã não! Come com pure de batatas ou batatas fritas que você vai amar tb!

      Beijinhos

      Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Clara,

      Fiquei num hotel super gostosinho e bem localizado, o Patagônia Queen. Recomendo.
      Quanto aos passeios, dá pra reservar tudo lá mesmo nas agências da Av. del Libertador. Eu já fui com alguns passeios reservados, tipo o mini-trekking ao Perito Moreno, porque fiquei com medo de não conseguir depois, sabe?!
      Mas o 4×4 eu comprei lá na cidade mesmo… e não achei nada complicado.
      O trekking só é vendido pela Hielo y Aventura, mas eu comprei através da Ryans Travel (que deve ter comprado deles), porque eu já estava comprando o transfer e os passeios de Ushuaia também, entendeu?!

      Ufa! É isso, qualquer dúvida é só falar!

      Beijos

      Responder
  2. Brenda

    Oi Nathalia! Adorei suas dicas! Estou indo ficar 7 dias entre ushuaia e el calafate e estou em dúvida sobre quanto dinheiro levar em espécie e também em qual moeda (peso, dólar, real). Você pode me dar um help!?!

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Brenda,

      Fique tranquila! O dolar é moeda super comum lá e você encontra casas de cambio em todos os lugares (em especial nas ruas principais e nos aeroportos).
      Com relação a quanto você precisa levar, bem isso depende muito de quanto você quer gastar.
      Se os seus passeios já estão pagos, você pode reduzir a quantidade da grana, pq é com eles que você vai gastar mais.
      Eu levei dolar e real e troquei lá mesmo. Uma parte no aeroporto e a outra numa casa de cambio.

      Beijos

      Responder
  3. Camila'

    Olá

    Estou planejando minha viagem a El Calafate para Maio, foi neste mes que vc foi? muito frio? li em alguns blosgs que não funcionam pousadas e trekking sobre o gelo neste período vc sabe? tem algum site das agencias de lá que vc poderia recomendar?
    Obrigada pelas dicas

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Camila,

      Quando fui estava bem friozinho, mas suportável. Leva roupa confortável e quentinha pra isso (especialmente para o trakking no perito moreno).
      Não sei sobre essas pousadas e trekkings que não funcionam, mas o do perito moreno, por exemplo, só é feito por uma agência a Hielo y Aventura. Informe-se no site deles ou entre em contato por email.
      Quanto as agências… na rua principal tem varias delas. Vale a pena ir de uma em uma pra pesquisar preços e se informar sobre os passeios que você quer fazer!

      Beijos e boa viagem!

      Responder
  4. Otília

    Oi … nossa ótima viagem essa heim!!
    Meu noivo e eu estamos pensando em fazer esta viagem em nossa Lua de Mel.
    Gostaria de saber qual é a média de preço dos passeios e quais agências você recomenda em cada cidade.

    Obrigada!

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Otília,

      Nossa, essa é uma viagem super romântica e gostosa pra fazer a dois. Vocês vão amar essa lua de mel.
      Não sei exatamente o preço dos passeios, mas se eu não me engano não passa de R$100 por pessoa (exceto o trekking no Perito Moreno, esse é mais caro mesmo).
      Escolhi a agência na rua principal comparando o custo benefício dos passeios. Simples assim.
      Não tinha nenhuma indicação e sem indicação continuei.
      Comigo deu super certo, e acho que dá com todo mundo pois percebi que isso era super comum.
      Turistas, mochileiros, trakkers… todo mundo faz isso lá em El Calafate.

      Boa viagem, parabéns pelo casório e uma excelente lua de mel!

      Responder
  5. Roseli

    Nathalia, estou indo dia 25/maio 3 dias em El Calafate e 3 dias em Ushuaia, onde encontro suas dicas para Ushuaia? ah essa historia da marmita é hilária…kkkk tem que prever um dia antes no hotel…certo? todos os lugares incluindo os passeios podem ser pagos com cartão de crédito? Super obrigada!

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Roseli,

      Aqui no blog falo sobre Ushuaia também! Era só ter dado uma procuradinha na busca que fica ai na barra lateral. Mas vou facilitar e colocar o link para você aqui http://coisasqueamamos.com/2011/05/30/diario-de-viagem-ushuaia/

      Na tarde anterior ao passeio você pede no hotel uma cesta de almoço ou passa no Mercado e prepara um lanchinho pra você levar.

      E sim, nas agências tudo pode ser pago com cartão de crédito!

      Beijos e boa viagem

      Responder
  6. Ana

    Olá Nathalia,

    estou realmente com muitas duvidas quanto ao valor que eu levo em dinheiro.
    vou ficar 5 dias em El Calafate e um dia em Buenos Aires.

    quanto gastou com os passeios?
    aluguel de carro lá é mto caro?
    aluguel de roupa é por dia? quanto é o traje completo?

    só vou com passagem e hotel pagos, tem uma ideia de quanto levo?
    entre 500 e 1000? 1000 e 1500?

    Obrigado

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Ana,

      Leve uma quantia em dinheiro para pagar o básico das suas necessidades e pague o resto no cartão.
      As agências, restaurantes, hoteis, lojas… todos esses locais aceitam cartão.
      Então você terá uma preocupação a menos.

      Com relação aos valores, como já fui há algum tempo não me lembro, mas a cidade é um ponto turístico então a “taxa-turista” está incluida nas coisas, ou seja, você vai pagar mais caro para fazer as coisas lá do que em uma cidade menos turística. Mas não se preocupe, os valores estão longe de serem exorbitantes.

      Já em Buenos Aires, as coisas são um pouco mais caras e as distâncias maiores, mas também a aceitação do cartão de crédito é ainda maior.
      Leve alguns reais e troque mais dinheiro no meio da viagem se houver necessidade.

      Beijos e boa viagem.

      Responder
  7. Gracieth

    Olá, Nathalia,
    Irei a El Calafate em novembro, com minha família. Queremos muito ir ao Glaciar Perito Moreno e fazer o minitreking. Em meu grupo estão o meu neto, de 6 anos, e meu pai, de 76. Acha que será muito difícil para eles essa atividade? Será que há um roteiro mais fácil, sobre o gelo? Ou será que há como voltar de determinado ponto, caso se cansem? Quanto a meu neto, somos 4 adultos para ajudar, o mesmo em relação a meu pai, mas vejo as recomendações e não sei se aceitarão os dois na excursão.
    Gracieth

    Responder
    1. Nathalia Autor do post

      Oi Gracieth!

      Pra ser bem honesta, acho que o seu vai vai tirar de letra, mas não tenho tanta certeza sobre o seu netinho.
      Não sei se é permitido crianças nesse passeio.
      Quando eu fui, no meu grupo, tinha um casal de idosos que levaram super na boa. Foram devagarzinho e fizeram todo o percurso.

      Com relação a voltar no meio, isso não é permitido. Todo o passeio é feito com a presença de 2 guias. É terminantemente proibido andar sozinho pelo geleiro.
      E tem um percurso menor sim, mas acho que foi esse que eu fiz. Menor do que esse não sei se existe.
      Acho que vale a pena você entrar no site da agência e se informar sobre isso.
      Manda um email pra eles com suas dúvidas, eles vão te ajudar.

      Beijos e boa viagem!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>