Já falei tanto do Rio por aqui… de onde comer, o que fazer, cidades próximas (Búzios, Paraty, Angra…) e nunca falei de onde se hospedar por aqui. Claro que esse é um assunto delicado dado que eu moro aqui e pouco me hospedo ou conheço os hotéis da cidade. Mas no geral, sei que essa é uma dúvida recorrente dos turistas, por isso, achei que seria válido e talvez ajudasse muita gente. Vamos lá?

Sem dúvidas eu acredito que o melhor lugar, para um turista que esteja a passeio no Rio, se hospedar seja a Zona Sul, mais especificamente Leblon e Ipanema. São bairros nobres, bem localizados, mais seguros e super bem frequentados. Nesses bairros minhas sugestões são: Fasano, Marina All Suites, Marina Palace, Caesar Park, Sol Ipanema e Ipanema Plaza (fica na Farme de Amoedo, boa opção para o público GLS). Esses são hotéis de 4 e 5 estrelas, confortáveis e muitíssimo bem localizados. Todos na beira da praia, a poucos passos de bons restaurantes, pontos de ônibus e metrô.

Sei que muitos turistas, no entanto, não abrem mão de se hospedar em Copacabana. E eu super entendo, é um marco no Rio né? Um dos bairros mais famosos do mundo… o maior problema de lá, na minha opinião é que muitos hotéis são antigos. Mas selecionei alguns que foram renovados ou são mais bacaninhas para vocês: Copacabana Palace, Sofitel, Windsor Atlântica, Miramar, Othon, Pestana e JW Marriot.

Você é o tipo de turista que não se importa de ficar mais afastado de tudo contando que seu hotel seja super bacana?! Fiz uma pequena seleção para você também. Sem dúvidas o mais famoso que faz parte dessa lista é o Hotel Santa Teresa. Além dele tem também: La Suite, o Sheraton da Niemeyer (que é um longe perto) e o Le Relais de Marambaia

Você veio a trabalho e precisa ficar perto do centro do Rio? Também tem uma lista para você, mas lembrando que no centro os hotéis seguem a linha mais executiva, simples e prática. Ibis Santos Dumont, Ibis Centro, Novotel, Windsor Guanabara e Hotel São Francisco (mais simplezinho).

Mas se você veio ao Rio para algum evento na Barra, então o melhor seria se hospedar na região mesmo. Os hotéis da praia são super novinhos e ótimos, mas a barra tem várias opções: Windsor Barra, Mercure, Novotel Parque Olímpico, Praia Linda e Brisa Barra Hotel.

Ufa! Acho que esse post vai ajudar os turistas que estão indecisos na hora de escolher onde ficar. Como eu falei acima, se eu fosse turista, ia curtir me hospedar pelo Leblon pela facilidade de fazer muita coisa a pé, ir a restaurantes, praia, bares e etc. Mas sei que cada turista tem seu perfil, portanto cabe a vocês escolherem o melhor lugar e custo x benefício para você.

Para chegar ao Rio é fácil: além de dois aeroportos (um nacional e um internacional) temos também uma rodoviária e um porto. Você pode pegar um vôo tradicional de empresas brasileiras como Gol ou TAM, ou ainda um vôo fretado de alguma empresa como a Chapman Freeborn. Para visitar as cidades vizinha pode usar os ônibus ou alugar um carro. Ou ainda, por último, se preferir, pode chegar a cidade de cruzeiro. Eles são mais comuns no verão (novembro a março) mas alguns vem durante todo o ano. Informe-se e aproveite muito a cidade maravilhosa. Para ver mais dicas, clique aqui e para ver todos os hotéis disponíveis no Rio, clique aqui.

Fotos: Internet


IMG_1255Acho que você puderam acompanha tanto pelo Instagram quanto pelo Snapchat (@coisasu – principalmente por lá) que eu estive em Teresópolis, região serrana do Rio, esse final de semana. Aproveitei que estava por lá para fazer passeios diferentes, conhecer restaurantes e lugares novos. Um dos lugares que conheci foi o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso).

O lugar é ótimo, super bem preparado para receber os visitantes. Você pode ir de carro se quiser ou pode ir a pé. Eles cobram a entrada. Custa R$14 por pessoa + R$10 por carro (moradores de Teresópolis não pagam). Parece meio carinho, e talvez seja mesmo, mas ainda assim acho que vale a pena a visita. O lugar é lindo, a estrutura é bacana e o passeio é bem diferente do tradicional.

IMG_1272 IMG_1249Nós fomos de carro, paramos no primeiro estacionamento e fomos ao Centro de Informações saber mais sobre as trilhas, sobre o parque… Uma guia nos deus dicas e explicou algumas das melhores trilhas e caminhos a fazer. Optamos por fazer a trilha do Cartão Postal + Trilha Suspensa. As duas juntas dariam umas 3h de atividade em níveis leve e moderado, o que estava excelente para nós dois.

Pegamos o carro a subimos mais um pouco para estacionar no meio dessas duas trilhas. Daí optamos por começar pela suspensa pois ela era mais leve e seria um excelente aquecimento. Dito e feito. Ela é super tranquilinha e as crianças amam. Cheia de bichinhos, pássaros e uma flora super diferente. Entre a subida e a descida você não leva mais de 50 minutos.

IMG_1245 IMG_1251

IMG_1270Depois dessa, fomos caminhando para a trilha do Cartão Postal. Essa é nível moderado (eu achei bem cansativa, mas sou meio paradona então pode ter sido isso!) e na teoria você leva uns 40min para subir e 20 min para descer. Eu levei quase 1h para subir e uns 40min para descer. Ela tem muitos degraus e para pessoas com problema no joelho, como eu, isso é um complicador.

Mas quando a gente chega lá em cima a paisagem recompensa. É de fato um cartão postal lindíssimo. Você fica de frente para o Dedo de Deus e consegue ver tudo, até a Baía de Guanabara, o Cristo e o Pão de Açúcar (beeeeem longe, claro!). Depois tem que descer a barranqueira toda. É legal! Não sei se é muito adequado para crianças, mas…

IMG_1261IMG_1265 IMG_1259Além dessas trilhas você pode encontrar várias outras, além de cachoeiras, poços para mergulho, piscinas naturais, uma área para camping e outra para mergulho. O lugar é todo preparado para receber os visitantes com lanchonete e banheiros na Sede e toda uma estrutura para explicar tudo que você quiser saber relacionado ao parque.

Achei bem legal e um passeio diferente de se fazer por lá! Se quiserem mais informações, podem clicar aqui.

Nathalia e Alexandre-1100Hoje o CqA TV não é beeeeem um CqA TV, afinal, eu não filmei, não editei e não bolei esse video como todos os outros que costumo fazer para vocês, porém, eu e o Alexandre somos os personagens principais. Completamos 1 ano de casados no último domingo e pensei que nada seria melhor do que esse video para comemorar com vocês essa data tão especial pra gente.

Falei tanto do meu casamento com vocês em tantos momento, compartilhei dúvidas, opiniões, gostos… e acho que para encerrar esse ciclo de vez, nada melhor do que compartilhar um pouquinho do que foi aquela noite pra gente.

Esse teaser é só uma palhinha do que foi o nosso grande dia. Ele foi filmado e editado pela VRebel, a empresa que eu contratei para fazer a filmagem do meu casamento e mostra só um pouquinho da nossa alegria, felicidade e animação naquela noite que sem dúvidas foi a melhor das nossas vidas!

Espero que vocês gostem e se sintam parte disso. Porque sem dúvida vocês participaram de alguma forma… com as muitas mensagens lindas que eu recebi no dia do casamento, com os comentários carinhosos por aqui e com os muitos conselhos que vocês me deram no instagram e ao longo do caminho pré-casamento. Obrigada!!!

Ao meu maridinho (que é leitor assíduo do blog <3), desejo que os próximos anos sejam tão maravilhosos quanto esse. Repletos de coisas boas, energia positiva, amor, saúde, viagens, paixão…

OBS.: Gente o video não está no meu canal pois o Youtube apaga o som por conta de direitos autorais =/ Então, deixei só aqui mesmo, registrado para vocês!

cc-cqa-02As férias escolares chegaram para serem registradas. Que comece a brincadeira com os pequenos! As crianças são espontâneas, criativas, sinceras e possuem uma dinâmica própria muito especial. Fotografar uma criança não é tarefa das mais fáceis, mas a diversão é garantida!

Cada criança tem o seu ritmo, o seu momento, mas o ideal é tentar criar uma atmosfera onde ela se sinta confortável, chamando sua atenção com uma brincadeira ou um jogo. Também é importante ter paciência e muito jogo de cintura.

cc-cqa-07 (1)

cc-cqa-01 (1)Comece fotografando na mesma altura da criança. Se abaixe ou se ajoelhe e estejam no mesmo nível, assim relação entre vocês é outra. Em alguns momentos procure manter uma certa distância e deixe a criança livre para explorar o espaço do seu melhor jeitinho.

Abuse dos enquadramentos e não economize em cliques. Verifique se a sua câmera tem o modo de disparo contínuo, para fotografias ainda mais espontâneas. Para fotos criativas, procure ângulos exagerados, fotografando a criança bem de cima ou bem debaixo. Suba em um banquinho, por exemplo, ou deite no chão, afinal, a brincadeira já começou!

cc-cqa-05 (1)

Esteja sempre sorridente mas nunca force a barra. Se uma criança não gostar de algum tipo de brincadeira que você sugeriu, seja criativo e rápido e chame a sua atenção com alguma outra ideia divertida, assim fica mais fácil de criar uma amizade. Fotografe com amor, porque dizem que as crianças sentem a sinceridade da gente, e eu acredito nisso! ;)

Camilla Cheade
www.camillacheade.com